Mercado fechará em 33 mins
  • BOVESPA

    121.600,84
    +1.680,23 (+1,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.223,43
    +288,52 (+0,59%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,78
    +0,07 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.599,93
    +2.054,44 (+3,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.487,13
    +51,35 (+3,58%)
     
  • S&P500

    4.234,72
    +33,10 (+0,79%)
     
  • DOW JONES

    34.783,38
    +234,85 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.739,00
    +141,25 (+1,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3497
    -0,0169 (-0,27%)
     

Gasolina já chega a R$ 6,17 no Brasil

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
Gasolina segue subindo. (Foto: Getty Images)
Gasolina segue subindo. (Foto: Getty Images)
  • Preço médio da gasolina já chega a R$ 6,17 no Acre.

  • No Rio de Janeiro, média ficou em R$ 6,13, a segunda mais cara do país.

  • Dados se referem ao mês de março.

Os preços dos combustíveis seguem subindo no Brasil conforme entramos no segundo trimestre de 2021, segundo apontam dados do IPTL (Índice de Preços Ticket Log).

Leia também:

Agora, o preço da gasolina já supera os R$ 5,50 em 20 estados e no Distrito Federal. No Acre e no Rio de Janeiro, estados onde a gasolina é a mais cara, o preço médio chegou a R$ 6,17 e R$ 6,13. respectivamente.

As informações são de reportagem do portal UOL.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Na outra ponta, das médias mais baixas, aparecem os estados de São Paulo (R$ 5,32) e Amapá (R$ 5,29).

Os dados se referem ao mês de março.

Combustíveis puxam inflação

Dados do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) divulgados na última sexta-feira (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que a inflação dos últimos 12 meses ultrapassou pela primeira vez a meta estabelecida pelo governo para o ano.

A meta da inflação para 2021 é de 3,75%, podendo variar 1,5 ponto para mais ou para menos, o que representa variação entre 2,25% e 5,25%.

Nos últimos 12 meses, esse valor foi de 6,1%, o que representa alta em relação aos 5,2% do período anterior de 12 meses.

No ano, o indicador aponta alta de 2,05%. A alta de 0,93% de março é a maior para um mês de março desde 2015. Em fevereiro, a alta havia sido de 0,86%.

Ainda de acordo com a reportagem do UOL, a alta foi puxada pelos combustíveis, que tiveram um aumento de 11,23%.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube