Mercado fechará em 2 h 9 min
  • BOVESPA

    107.756,34
    -3.683,02 (-3,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.649,16
    -658,55 (-1,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,62
    -1,35 (-1,88%)
     
  • OURO

    1.764,40
    +13,00 (+0,74%)
     
  • BTC-USD

    44.074,76
    -3.306,03 (-6,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.101,60
    -32,78 (-2,89%)
     
  • S&P500

    4.339,02
    -93,97 (-2,12%)
     
  • DOW JONES

    33.840,29
    -744,59 (-2,15%)
     
  • FTSE

    6.903,91
    -59,73 (-0,86%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    14.942,50
    -383,50 (-2,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2680
    +0,0686 (+1,11%)
     

Ganhos conseguidos a duras penas estão sob risco por avanço da variante Delta, diz OMS

·1 minuto de leitura
Chefe da OMS em entrevista em Genebra

Por Stephanie Nebehay e Michael Shields

GENEBRA (Reuters) - O mundo corre o risco de perder os ganhos conseguidos a duras penas na luta contra a Covid-19 com a disseminação da altamente transmissível variante Delta, mas as vacinas aprovadas pela Organização Mundial de Saúde continuam eficientes, afirmou a OMS nesta sexta-feira.

As infecções por Covid-19 cresceram 80% nas últimas quatro semanas na maioria das regiões do mundo, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. Mortes na África --onde apenas 1,5% da população está vacinada-- subiram 80% no mesmo período.

“Ganhos conquistados a duras penas estão sob risco ou sendo perdidos, e sistemas de saúde em muitos países estão sobrecarregados”, disse Tedros em uma entrevista coletiva.

A variante Delta foi detectada em 132 países e é a versão do vírus predominante no mundo, segundo a OMS.

“As vacinas que estão aprovadas pela OMS oferecem uma proteção significativa contra doenças graves e internações para todas as variantes, incluindo a Delta”, disse o principal especialista de emergência da OMS, Mike Ryan.

“Estamos enfrentando o mesmo vírus, mas um vírus que ficou mais rápido e mais adaptado para a transmissão entre humanos, essa é a mudança”, disse.

Alguns países relataram maiores taxas de internação, mas maiores taxas de mortalidade não foram registradas por causa da variante Delta, disse a líder técnica da OMS para a Covid-19, Maria van Kerkhove.

(Por Mike Shields, em Zurique, e Stephanie Nebehay, em Genebra)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos