Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.177,55
    -92,52 (-0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    55.164,01
    +292,65 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,10
    +0,09 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.929,70
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    23.027,92
    +30,64 (+0,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    523,89
    -3,30 (-0,63%)
     
  • S&P500

    4.060,43
    +44,21 (+1,10%)
     
  • DOW JONES

    33.949,41
    +205,57 (+0,61%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    +16,24 (+0,21%)
     
  • HANG SENG

    22.566,78
    +522,13 (+2,37%)
     
  • NIKKEI

    27.362,75
    -32,26 (-0,12%)
     
  • NASDAQ

    12.060,50
    +187,25 (+1,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5224
    -0,0164 (-0,30%)
     

Gaming Hub em TV Samsung: dá para jogar sem console?

Considerado uma das poucas surpresas de tecnologia do ano de 2022 pelos jornalistas do Canaltech, o Gaming Hub é uma plataforma de streaming de jogos presente nas TVs Samsung que permite assistir a lives e vídeos, ouvir músicas e jogar os principais títulos da atualidade sem precisar de console ou PC.

O serviço da sul-coreana inclui não só Twitch, Spotify e YouTube, como também mais de 300 títulos para jogar por meio do Xbox Cloud Gaming e NVIDIA GeForce NOW. Mas, afinal, será que vale a pena aposentar seu console para jogar apenas na nuvem? Testei o Gaming Hub e conto minha experiência abaixo!

Quais TVs Samsung e controles são compatíveis?

Atualmente, a plataforma Gaming Hub é suportada em todas smart TVs Samsung das linhas Crystal, QLED e Neo QLED lançadas em 2021 e 2022, além da linha Lifestyle, que engloba a The Frame, por exemplo.

Nos meus testes, utilizei o smart TV Samsung QLED Q80B de 50 polegadas. A plataforma foi adicionada posteriormente por meio de uma atualização assim que tirei a TV da caixa.

Assim que o aplicativo do Xbox é iniciado, é necessário conectar um controle, pois, basicamente, sem ele não é possível jogar. Eu utilizei o modelo oficial do Xbox Series X e funcionou perfeitamente. Confira abaixo a lista atualizada em 13 de janeiro de 2023 de controles Bluetooth suportados pelo Gaming Hub:

  • Amazon Luna Controller

  • Google Stadia Controller

  • Logitech F310

  • Logitech F510

  • Logitech F710

  • Nvidia Shield Controller

  • PowerA MOGA XP5-X Plus Controller

  • Controle Sony DualSense

  • Controle Sony DualShock 4

  • Controle com fio do Xbox 360

  • Controle adaptável do Xbox

  • Xbox Elite Wireless Series 2

  • Controles do Xbox One

  • Controles do Xbox Series X e Series S

Interface e aplicativos

O Gaming Hub segue mais ou menos a interface padrão do novo Tizen, da qual não sou muito fã. Já me acostumei ao menu invadindo toda a tela, assim como faz o webOS, da LG, há bastante tempo, mas confesso que ainda sinto falta daquele bloco que surgia de baixo para cima das TVs de 2020.

De qualquer forma, devo admitir que o Gaming Hub, assim como a interface geral, possui uma aparência bem familiar, com aplicativos e configurações bem organizados, navegação simples e com poucas “barreiras” para chegar onde deseja.

Gaming Hub tem interface unificada (Imagem: Diego Sousa/Canaltech)
Gaming Hub tem interface unificada (Imagem: Diego Sousa/Canaltech)

A plataforma é representada por um joystick, no menu lateral, e assim que é aberta ganha uma cor roxa bem destacada. Todos os principais aplicativos da categoria estão presentes, como Spotify, Twitch e YouTube, além dos serviços de streaming de jogos — no Brasil, vieram o Xbox Cloud Gaming e o NVIDIA GeForce NOW.

Você ainda precisará realizar o login em todos os aplicativos e serviços, sem muitas surpresas, enquanto os streamings de jogos na nuvem necessitam de suas respectivas assinaturas — meus testes foram feitos pelo serviço da Microsoft, portanto precisei do Xbox Game Pass Ultimate.

A interface inicial do Gaming Hub já entrega diversas recomendações de jogos, divididas em abas por categoria, além de exibir os títulos jogados recentemente.

Como foi a experiência

Minha experiência com o Gaming Hub foi mais positiva do que esperava, mas primeiro precisei internalizar de que a qualidade dos jogos na nuvem era bem inferior a dos consoles e PC. Apesar de ser um feito enorme aproveitar jogos pesados sem downloads gigantes ou equipamentos caríssimos, era meio óbvio que viria com algumas consequências.

A que eu mais percebi enquanto jogava Gears 5 na TV foi os artefatos que apareciam em todos os cenários escuros do game. Isso é meio “natural” porque não só o streaming precisa carregar o jogo em tempo real, como também a interferência do Wi-Fi influencia na estabilidade da internet.

Na maior parte do tempo, joguei na TV com o cabo de rede conectado em vez do Wi-Fi, para excluir qualquer interferência de sinal, e a qualidade do jogo melhorou bastante. Só para ciência, realizei os testes numa internet de 600 MB/s, mas a Samsung recomenda, no mínimo, 20 MB/s.

A resolução padrão dos jogos é limitada a 1080p (Full HD), o que eu poderia considerar um ponto negativo, mas o upscaling para o 4K dos modelos de TV Samsung é excelente. Claro, quem for mais exigente ainda deve perceber a diferença para um console ou PC, contudo, para mim, o resultado foi bem satisfatório.

Qualidade do jogo é em 1080p, mas upscaling da Samsung é eficaz ao melhorar resolução (Imagem: Diego Sousa/Canaltech)
Qualidade do jogo é em 1080p, mas upscaling da Samsung é eficaz ao melhorar resolução (Imagem: Diego Sousa/Canaltech)

O delay (atraso) baixíssimo foi outra coisa na qual me chamou atenção. Não achei a melhor experiência em jogos de FPS, como Overwatch 2, mas tive uma jogatina muito agradável em Gears 5, tanto que cheguei quase na metade da história jogando dessa forma.

Em comparação com o Xbox Game Pass no celular e no navegador, não senti muita diferença positiva nem negativa. Por ter uma tela maior, as imperfeições do streaming aparecem mais, porém nada impressionante. Inclusive, notei que a transmissão no geral melhorou bastante de meados de 2022, quando foi disponibilizado, para cá.

Dá para jogar decentemente com o Gaming Hub?

Se você não tiver um console de última geração, tampouco um computador decente para jogar os títulos mais pesados do momento, o Samsung Gaming Hub é uma excelente opção. Por ser uma plataforma relativamente recente, ainda não está disponível em muitas TVs da Samsung, mas só por estar em modelos a partir de 2021 já é ótimo.

Como comentei, a qualidade do jogo não é tão boa como se estivesse jogando num console, mas a reprodução tem pouquíssimos travamentos — considerando a conexão via cabo —, e o upscaling para o 4K das smart TVs da Samsung é exemplar.

Um ótimo modelo para jogar é o Neo QLED QN90B, que eu testei e, inclusive, foi o primeiro modelo a suportar o Gaming Hub no Brasil. A smart TV tem resolução 4K, 144 Hz de taxa de atualização e painel Mini LED, que oferece contraste e brilho espetaculares.

Agora, se você já tiver um console, é muito difícil que você pense no Gaming Hub como uma forma de jogar. Mas, sinceramente, tudo bem, porque ele ainda será uma boa plataforma de entretenimento para sua smart TV.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: