Mercado fechado

Galo vê retorno de Róger Guedes difícil, pelos valores envolvidos

Róger Guedes comemora um gol pelo Galo, na sua passagem, em 2018. Foto: Pedro Vale/AGIF

O Atlético-MG quer Róger Guedes. O atacante tem a admiração de Jorge Sampaoli, que colocou sua contratação como prioridade. No entanto, a operação não é fácil para repatriar o jogador do Shandong Luneng, da China.

O blog ouviu de um integrante da diretoria que a negociação é muito complicada, pelos valores envolvidos.

“Róger Guedes recebe R$ 2 milhões mensais de salário. Se o Shandong aceitar pagar 90% deste valor, dá para vir. Se não, fica quase impossível. Ele fica postando que pode voltar, vira uma pressão, mas as coisas não são simples assim”, afirmou este integrante da cúpula atleticana.

O blog também quis saber quem paga a multa ao Palmeiras, caso Róger Guedes seja contratado por empréstimo. “Isso é problema do Shandong. Quem contratar o Róger por empréstimo tem que pagar o Palmeiras. Quem deve arcar com isso é o Shandon Luneng, a não ser que algum clube adquira percentuais dos direitos econômicos para terminar com a multa”, concluiu o membro atleticano.

Qualquer clube brasileiro que contratar Róger Guedes por empréstimo, terá que pagar 3 milhões de euros(R$ 17 milhões) ao Palmeiras. Essa cláusula foi colocada no contrato do atacante, quando ele foi negociado com os chineses.

Róger Guedes está no Shandong desde o segundo semestre de 2018, com 15 gols em 35 jogos. No primeiro semestre daquele ano, Róger atuou no Galo com 13 gols marcados em 28 partidas. Está com 23 anos.