Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.632,22
    -1.004,17 (-0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.181,34
    -314,07 (-0,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,19
    +0,21 (+0,40%)
     
  • OURO

    1.868,20
    +28,00 (+1,52%)
     
  • BTC-USD

    35.170,45
    +770,48 (+2,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    695,09
    -5,52 (-0,79%)
     
  • S&P500

    3.848,22
    +49,31 (+1,30%)
     
  • DOW JONES

    31.131,29
    +200,77 (+0,65%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    29.962,47
    +320,19 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.523,26
    -110,20 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    13.279,75
    +294,25 (+2,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4360
    -0,0626 (-0,96%)
     

Galo será favorito a títulos nacionais nos próximos campeonatos, em 2021

Alexandre Praetzel
·2 minuto de leitura
Sampaoli renovou contrato e deve apresentar evolução do time para os campeonatos de 2021. Foto: Diogo Reis/AGIF
Sampaoli renovou contrato e deve apresentar evolução do time para os campeonatos de 2021. Foto: Diogo Reis/AGIF

O Atlético-MG deu mostras de que poderia ser um dos favoritos ao título da Série A, na primeira rodada contra o Flamengo, quando venceu por 1 a 0, no Maracanã, num jogo repleto de alternativas e bem jogado. Vinte e sete rodadas depois, parece que o encanto com o time se desfez, pelo menos em relação à quebra de jejum do título brasileiro, desde 1971.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Jorge Sampaoli segue sendo bom técnico, tem uma forma definida de atuar e costuma superar os adversários em posse de bola. Só que esse domínio territorial não está sendo suficiente para tornar o Galo dominante em todos os setores. A defesa ainda vaza bastante e o meio-campo tem dificuldades de marcação. Parece que Sampaoli não consegue equilibrar o sistema defensivo com o resto da equipe. Quando o Galo perde a bola, a recomposição é lenta e permissiva.

Leia também:

Vi Sampaoli dando a bola para o oponente, no confronto diante do Flamengo, na abertura do segundo turno, no Mineirão. Na ocasião, o Galo se postou atrás da linha da bola e goleou o Fla por 4 a 0, aproveitando os erros do rubro-negro. Foi uma exceção.

É verdade que o Galo tem 50 pontos, na terceira posição, com um jogo a menos em relação a São Paulo e Inter. No entanto, não passa confiança de que vai brigar pela liderança até o final, parecendo que sempre falta alguma coisa para se consolidar, evitando os altos e baixos.

Sampaoli teve tempo para treinar e não houve evolução, apesar do acerto na escalação dos titulares no empate de 2 a 2 com o Red Bull Bragantino.

O Galo dá a forte impressão de que será forte candidato em 2021, com um elenco mais entrosado e adaptado ao difícil futebol brasileiro. E com o novo estádio, certamente será uma das grandes forças nacionais, a partir de 2022. No presente, ainda não é.

Veja mais de Alexandre Praetzel no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos