Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    48.140,80
    +671,27 (+1,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7780
    -0,0079 (-0,12%)
     

Galaxy Watch 4 deve ter monitor de glicemia para controle da diabetes sem picada

Rubens Eishima
·2 minuto de leitura

Após incluir sensores para acompanhar a oxigenação do sangue e eletrocardiograma, o próximo grande recurso da linha de smartwatches da Samsung pode ser um monitor do nível de glicose (glicemia). A novidade foi revelada pelo site sul-coreano ETNews, que prevê a inclusão da função no Galaxy Watch 4.

De acordo com o site, o sistema usará um sensor óptico para identificar o nível de glicose do usuário sem precisar coletar sangue. O sistema dispensaria o uso de tiras, lancetas e picadas, o que deve ser uma boa notícia para quem está cansado de controlar o nível de açúcar na corrente sanguínea com os métodos tradicionais.

O lançamento do recurso deve acontecer na segunda edição de 2021 do evento Galaxy Unpacked, previsto para o segundo semestre do ano. O monitor deve ser um dos recursos-chave do novo Galaxy Watch 4 ou do Galaxy Watch Active 3, ainda não anunciados pela fabricante sul-coreana.

Monitoramento de pressão e ECG foram liberados pela Anvisa em 2020 para alguns modelos da linha Galaxy Watch (Imagem: reprodução/Samsung)
Monitoramento de pressão e ECG foram liberados pela Anvisa em 2020 para alguns modelos da linha Galaxy Watch (Imagem: reprodução/Samsung)

A inclusão de um recurso de monitoramento médico poderá exigir uma aprovação da Anvisa antes de ser disponibilizado no Brasil, assim como aconteceu com o medidor de pressão e eletrocardiograma na linha Galaxy Watch.

Método novo

O funcionamento do novo sensor se baseia em uma tecnologia publicada há poucos meses por pesquisadores do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), batizada como espectroscopia Raman. O sistema usa ondas de luz infravermelha para fazer a leitura de maneira não invasiva.

Apesar dos primeiros protótipos da tecnologia terem o tamanho de uma impressora, durante a última feira CES uma startup japonesa anunciou um wearable do tamanho de uma pulseira capaz de fazer leituras da glicemia durante as 24 horas do dia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: