Mercado abrirá em 7 h 4 min

Galaxy Fold 2 pode ter pequena redução na capacidade da bateria

Felipe Junqueira

O Galayx Fold 2 deve manter uma boa parte das características de seu antecessor, com algumas melhorias e ajustes que prometem experiência mais confortável para o usuário, mas uma característica vai trazer um regresso: a capacidade de bateria.

O perfil @the_tech_guy no Twitter publicou capturas de tela que seriam de algum órgão regulatório não revelado com os detalhes de duas baterias da Samsung SDI, divisão da empresa sul-coreana. Assim como o antecessor, o Fold 2 vai ter a capacidade total dividida em duas baterias, recurso necessário para que os componentes internos fiquem bem organizados sem prejudicar nenhuma característica do aparelho.

A capacidade total é de 4.365 mAh, exatos 15 mAh a menos que o primeiro Fold, que tinha 4.380 mAh de carga. Uma das baterias no Fold 2 tem 2.090 mAh e a outra tem 2.275mAh. Elas são ligadas internamente, e o que importa para o sistema é o total — a divisão, como mencionado, é apenas uma questão física, uma necessidade para que os componentes internos caibam e o dispositivo possa se dobrar.


A redução não é muito grande, e é difícil dizer que tão pouca carga a menos possa representar uma queda de autonomia significativa. Há muitos outros fatores que vão pesar bem mais, como otimização do software, eficiência energética do hardware, diferença no tamanho das telas e por aí vai.

Como ainda não há nenhuma informação oficial sobre o Fold 2, não há como afirmar que o modelo vai ter tempo de uso maior ou menor. Espera-se que o novo smartphone dobrável tenha dimensões parecidas com o antecessor, então, pode ser que a redução da carga tenha sido uma opção da Samsung para incluir algum componente a mais no dispositivo.

O que esperar do Galaxy Fold 2

Possíveis especificações técnicas das telas do Galaxy Fold 2 (Foto: Reprodução/ETNews)

A nova geração do celular dobrável da Samsung deve ter especificações topo de linha, com o hardware mais potente disponível no mercado. Isso inclui, possivelmente, o chipset Snapdragon 865, memória RAM DDR5 e armazenamento interno com tecnologia UFS 3.1.

Espera-se, também, que o dispositivo tenha melhorias na câmera e suporte ao 5G, além de telas maiores. A aposta é de que o aparelho será apresentado no dia 5 de agosto, em uma transmissão online, mas ainda não há confirmação oficial sobre a realização de tal evento.

Fonte: Canaltech