Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    56.844,39
    -5.351,15 (-8,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

Galaxy F52 passa em órgão chinês e tem primeiros detalhes revelados

Diego Sousa
·1 minuto de leitura

Um novo celular intermediário da Samsung deve chegar ao mercado em breve para compor a linha Galaxy F. O aparelho, com número de modelo SM-E525F, foi certificado no órgão regulador chinês 3C Certification e deve se chamar comercialmente de Galaxy F52, segundo as informações.

A documentação, encontrada pelo site 91mobiles, revela um aparelho compatível com a tecnologia 5G e com suporte à recarga de 25 watts, mesma velocidade dos topo de linha da família Galaxy S21. Embora o Galaxy F52 tenha sido certificado na China, é improvável que o aparelho seja lançado por lá com esse nome, já que a linha Galaxy F é exclusiva do mercado indiano.

Ou seja, é possível que o lançamento seja apresentado no mercado chinês como Galaxy M52 5G, considerando que as duas linhas já vêm sendo praticamente irmãs gêmeas nos últimos modelos — o Galaxy F62, por exemplo, é conhecido como M62 dependendo do mercado.

(Imagem: Divulgação/Samsung)
(Imagem: Divulgação/Samsung)

Como a Índia ainda não possui uma infraestrutura 5G, como o Brasil, o F52 deve trazer suporte para a nova tecnologia apenas na China, enquanto o modelo 4G ficaria restrito ao seu mercado principal. Ainda não há muitas informações sobre a ficha técnica, mas ele deve ser ligeiramente menos potente que o F62, que compartilha de algumas configurações bastante interessantes no segmento intermediário, como chip Exynos 9825, 8 GB de RAM e 7.000 mAh de bateria.

Ao que tudo indica, o lançamento deve ter uma ficha técnica bastante semelhante ao dos novos A52 e A72, oficializados há algumas semanas, trazendo tela AMOLED, taxa de atualização mais alta e processador intermediário, mas com a vantagem de uma bateria gigante, característica-chave das famílias Galaxy M e F.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: