Mercado fechará em 4 h 38 min
  • BOVESPA

    107.599,32
    -1.342,36 (-1,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,63
    -1,51 (-1,77%)
     
  • OURO

    1.840,60
    +8,80 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    33.421,62
    -2.247,35 (-6,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    758,15
    +515,47 (+212,41%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.359,21
    -134,92 (-1,80%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.135,00
    -291,50 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1945
    +0,0045 (+0,07%)
     

Galaxy A53 pode ter chipsets diferentes para cada região

·2 min de leitura

Há alguns anos a Samsung adota a estratégia de lançar aparelhos com chipsets diferentes para cada mercado, especialmente quando se trata de suas linhas mais altas como Galaxy S e Note. O Galaxy A53 pode ser mais um celular da marca que entrará para o grupo com processadores exclusivos para diferentes regiões.

Rumores apontam que a Samsung pretende comercializar duas versões do Galaxy A53. Além do modelo com o chip proprietário Exynos 1200, haverá outra variante com um processador intermediário Snapdragon da Qualcomm.

Aparentemente, a atual crise mundial de semicondutores teria forçado a fabricante a adotar essa estratégia. Com duas opções de processadores, o fluxo de produção se manteria constante e evitaria atrasos na cadeia de abastecimento.

Galaxy A53 pode ter variantes com chipset Exynos e Snapdragon (Imagem: Steve Hemmerstoffer/Digit)
Galaxy A53 pode ter variantes com chipset Exynos e Snapdragon (Imagem: Steve Hemmerstoffer/Digit)

Exynos ou Snapdragon?

Segundo as informações do holandês Galaxy Club, os modelos SM-A536B correspondem aos aparelhos que serão comercializados na Europa. Então, os dispositivos europeus devem ser alimentados pelo Exynos 1200.

Enquanto isso, os modelos SM-A536E serão lançados na África, Índia e nos mercados do Oriente Médio. Nesses locais, o Galaxy A53 pode estrear com um processador Snapdragon ainda desconhecido.

Vale citar que um modelo com o código SM-A536U foi visto recentemente no Geekbench com o Exynos 1200. É possível especular que essa será a versão do dispositivo que chegará nos países das Américas, incluindo o Brasil.

Além de suporte a 5G, o celular flagrado na plataforma de benchmark tem 6 GB de memória RAM e Android 12 diretamente da caixa. Além disso, o aparelho atingiu 686 pontos no teste single-core e 1.874 na avaliação multi-core.

Galaxy A53 pode estrear sem conector P2 para fones de ouvido (Imagem: Steve Hemmerstoffer/Digit)
Galaxy A53 pode estrear sem conector P2 para fones de ouvido (Imagem: Steve Hemmerstoffer/Digit)

Como será o Galaxy A53?

Conforme os vazamentos, o Galaxy A53 deve ter um visual semelhante ao antecessor Galaxy A52. Com design sem molduras, o aparelho pode trazer um display AMOLED de 6,5 polegadas com resolução Full HD e taxa de atualização de 120 Hz.

O dispositivo ainda deve ter uma câmera quadrupla traseira com sensor principal de 64 MP e bateria de 5.000 mAh. A grande surpresa deve ser ausência da entrada para fones de ouvido P2, como visto em recentes renders.

A produção em massa do Galaxy A53 já foi iniciada na Índia, indicando que o celular deve ser lançado no primeiro trimestre de 2022. Com isso, a expectativa é que o aparelho chegue aos mercados a partir de março.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos