Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.675,33
    -610,27 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.634,60
    +290,49 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,21
    -0,41 (-0,56%)
     
  • OURO

    1.832,10
    -3,70 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    39.958,88
    +606,82 (+1,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    948,22
    +17,87 (+1,92%)
     
  • S&P500

    4.419,15
    +18,51 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.084,53
    +153,60 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.078,42
    +61,79 (+0,88%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    +841,44 (+3,30%)
     
  • NIKKEI

    27.485,29
    -297,13 (-1,07%)
     
  • NASDAQ

    14.843,25
    -194,50 (-1,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0210
    -0,0195 (-0,32%)
     

Gabriel Medina critica COB por vetar ida de Yasmin Brunet à Olimpíada

·2 minuto de leitura


O bicampeão mundial de surfe Gabriel Medina criticou o Comitê Olímpico do Brasil (COB) por não autorizar a presença de sua esposa, Yasmin Brunet, na delegação que vai aos Jogos Olímpicos de Tóquio, em julho. Em entrevista à CNN Brasil, o paulista afirmou que a entidade está "dificultando" a ida da modelo. Ela o acompanha em todas as etapas do Circuito Mundial da WSL.

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro 2021!

- Questionei o COB se posso levar a Yasmin, eles falaram que ela não tem nada a ver com o surfe, que ela não poderia ajudar a delegação. Mas e o marido da Tati (Tatiana Weston-Webb)? Ele surfa, participou do Circuito Mundial. Estou só questionando por que eu não posso levar. São as pessoas que me ajudam. Não é porque é melhor, é porque são pessoas que estão no meu dia a dia. Acho certo eles levarem o time deles, só que eu não sei qual a dificuldade de eu levar o meu time. Eu vou ter que viajar sozinho? Por que só comigo, sabe? - questionou Medina.

O surfista argumenta que os atletas foram autorizados a levarem dois membros de comissão técnica ao Japão, mas Yasmin não tem qualquer ligação com o surfe.

- A gente pode levar para o Japão duas pessoas dentro da comissão, e cada atleta está levando o seu pessoal. O Ítalo (Ferreira) está levando um amigo que o ajuda, e comigo estão dificultando. Minha vida mudou, eu tinha outro coaching, outra estrutura, duas pessoas que não trabalham mais comigo, e não me deram a confirmação se vou poder levar meu atual coaching - completou.

O COB informou que "há uma limitação de credenciais para as delegações, e a política do COB é de que os oficiais tenham funções estritamente técnicas". A entidade explicou que, "em virtude desta limitação, cada atleta do surfe terá acompanhamento de um profissional da área técnica com experiência comprovada".

O Comitê também lembrou que, em decorrência da pandemia, teve de cancelar o programa "Familiares e Amigos", pelo qual o comitê daria todo o suporte para que os competidores pudessem receber as pessoas mais próximas na cidade sede dos Jogos. O Japão impôs restrições a todos os países participantes, impedindo inclusive a entrada de familiares, amigos, fãs e turistas no país durante o período dos Jogos, que também devem ocorrer sem público.

Campeão mundial em 2014 e 2018, Medina é o atual líder Circuito Mundial e uma das grandes esperanças de medalha nos Jogos de Tóquio. Será a estreia do surfe no programa olímpico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos