Mercado fechará em 3 mins
  • BOVESPA

    111.176,50
    -2.254,04 (-1,99%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.658,40
    +94,13 (+0,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,47
    -2,40 (-3,04%)
     
  • OURO

    1.942,20
    -3,10 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    23.070,81
    -108,07 (-0,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    521,85
    +279,17 (+115,04%)
     
  • S&P500

    4.059,89
    -16,71 (-0,41%)
     
  • DOW JONES

    33.780,53
    -305,51 (-0,90%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    -10,59 (-0,14%)
     
  • HANG SENG

    22.072,18
    +229,85 (+1,05%)
     
  • NIKKEI

    27.346,88
    +19,77 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.127,25
    -24,75 (-0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5521
    +0,0365 (+0,66%)
     

Gabinete de Segurança Institucional faz alerta contra fraude com criptomoedas

Polícia, Bitcoin e Bandeira do Brasil ao fundo, criptomoedas apreensão
Polícia, Bitcoin e Bandeira do Brasil ao fundo, criptomoedas apreensão

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) emitiu um comunicado público alertando para uma fraude com criptomoedas, na última quarta-feira (18). A competência do órgão é acompanhar assuntos que envolvem a segurança do Presidente da República no Brasil.

Atualmente, o GSI é chefiado pelo Ministro de Estado Marco Edson Gonçalves Dias, general da reserva do Exército Brasileiro. Sua função é assessorar o presidente em questões militares e de segurança, cuidando para que Lula não tenha surpresas em seu governo.

Assim, o ministério ainda em início de governo já se mostra preocupado com ataques cibernéticos contra o atual chefe de Estado. Não está claro se o comunicado é uma prevenção a novos problemas, visto que atos de vandalismo em Brasília no dia 8 de janeiro pressionam o GSI nos últimos dias.

Gabinete de Segurança Institucional alerta para fraudes de mineração de criptomoedas em infraestruturas

O GSI, por meio de uma Orientação de Segurança da Informação e Cibernética (OSIC), começou 2023 enviando comunicados a público.

Por meio da OSIC 2, publicada na última quarta-feira (18), o ministério pede cuidados com “Abuso com mineração de criptoativos em infraestruturas (Cryptojacking)“.

Na explicação, o ministério deixa claro que as criptomoedas permitem transações, registradas em blockchain. Como cresce a popularidade desses meios de se enviar valores pela internet, os criminosos tentam lucrar com o setor.

A mineração de criptomoedas em computadores de terceiros acontece quando um hacker instala um malware no dispositivo da vítima. Segundo o GSI, todos os membros do Governo Lula devem se atentar para o problema e atentar para medidas protetivas.

“Como ações protetivas contra os ataques de criptomineração, o Departamento de Segurança da Informação (DSI) sugere: no caso de ataques executados em navegador, o processo de mineração é interrompido com o fechando a guia do navegador; instalar antimalware com proteção de endpoint e capaz de detectar criptomineradores; manter o filtro da web atualizado; gerenciar plugins e extensões do navegador para minimizar o risco de execução de scripts; e aplicar patches e updates de segurança nos equipamentos.”

Além da recomendação de segurança contra criptomoedas, o GSI também pede que membros do governo se atentem para ataques de engenharia social.

GSI já alertou para golpes no setor no último governo

Em outubro de 2021, durante o último governo do Brasil, o então Ministro General Heleno atualizou o Glossário de Segurança Nacional, citando Satoshi Nakamoto, o criador do bitcoin, no documento oficial brasileiro.

Antes disso, em 2020, o mesmo ministério emitiu um alerta público contra os ransomwares, que estavam atacando órgãos públicos em meio à pandemia da COVID-19. Ao capturar sistemas, criminosos costumam pedir o pagamento de resgates em criptomoedas.

Por fim, o principal órgão de proteção dos presidentes brasileiros mostra que acompanha a evolução das tecnologias para prevenção de incidentes.

Fonte: Gabinete de Segurança Institucional faz alerta contra fraude com criptomoedas

Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.