Mercado fechará em 6 h 32 min
  • BOVESPA

    106.858,87
    +1.789,18 (+1,70%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.605,56
    +8,27 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,63
    +2,14 (+3,08%)
     
  • OURO

    1.783,30
    +3,80 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    50.896,16
    +2.347,38 (+4,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.315,28
    +55,12 (+4,37%)
     
  • S&P500

    4.591,67
    +53,24 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    35.227,03
    +646,95 (+1,87%)
     
  • FTSE

    7.315,35
    +83,07 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.133,25
    +290,50 (+1,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3725
    -0,0511 (-0,80%)
     

Gabigol tenta evitar repetir maior jejum de gols no Flamengo contra o Athletico, pela Copa do Brasil

·3 min de leitura

"Quando estou loiro, esquece", costuma dizer Gabigol quando muda o visual perto de jogos Mas se não deixar sua marca na primeira partida da semifinal da Copa do Brasil, hoje, contra o Athletico-PR, em Curitiba, o atacante igualará o seu maior jejum no Flamengo. E não adianta chamar o barbeiro.

O artilheiro está há seis jogos sem balançar as redes pelo clube, sequência que só não é tão ruim quanto a do período entre março e agosto de 2020, quando o futebol foi paralisado pela pandemia, em que o jogador passou sete partidas em branco.

De volta após defender a seleção brasileira novamente na condição de reserva de Tite, Gabriel tenta se reencontrar pela equipe que o projetou nos últimos dois anos. São 97 gols e 31 assistências.

Entretanto, são também dois meses sem gols em mata-mata, e um total de 52 dias de jejum, já que a última bola na rede aconteceu no jogo contra o Santos, pelo Brasileiro, quando fez três gols.

No período, o jogador já mudou o visual e o cabelo inúmeras vezes. O apetite, que segundo ele fica maior quando está loiro, parecia que levaria Gabigol facilmente a marca de 100 gols pelo Flamengo, a apenas três tentos de acontecer. Mas após o hat-trick na Vila, a conta parou.

Artilheiro da Libertadores, com 10 gols em 12 jogos, o jogador rubro-negro tem apenas 2 na Copa do Brasil, competição da qual só participou de três partidas. É a mesma marca de Bruno Henrique e Pedro.

O excesso de jogos pelo clube e pela seleção levou a algumas dores musculares que acompanham o atacante na reta final de temporada. E a uma consequente queda de produção técnica e física nas últimas partidas. Que levaram o clube e o técnico Renato Gaúcho a preservar o jogador.

Com a proximidade de jogos cada vez mais decisivos, é hora de Gabigol mostrar novamente sua força para levar o Flamengo a mais uma decisão.

Única dúvida do Flamengo para o primeiro jogo da semifinal contra o Athletico-PR, o atacante Pedro foi relacionado e viajou com a delegação, após se recuperar de uma pancada no joelho. No entanto, a sua utilização no banco de reservas dependerá da melhora nas dores.

O jogador fez trabalhos específicos com fisioterapeutas do clube desde segunda-feira, mas ontem chegou a participar do treinamento com o elenco por alguns minutos. A ideia da comissão técnica é que Pedro seja preservado de impactos no local até a hora do jogo, e seja utilizado em caso de necessidade maior.

Quem está definitivamente fora de ação é Bruno Henrique, que se recupera de uma lesão na coxa e fica no Rio. O mesmo ocorre com Arrascaeta, em tratamento de um problema semelhante. Bruno Henrique é preparado para o jogo da volta e já começou trabalhos no campo. Já o uruguaio ainda não deve retornar e faz uma recuperação lenta para voltar 100% até o começo de novembro. David Luiz, em transição na parte física, não pode atuar na Copa do Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos