Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.706,11
    -3.112,05 (-8,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Gabigol perde pênalti e permite ao Santos sonhar com volta à Libertadores

·3 min de leitura
RIO DE JANEIRO, RJ, 06.12.2021 – FLAMENGO-SANTOS: Partida entre Flamengo e Santos, válida pela 37° rodada do Campeonato Brasileiro 2021, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, RJ, nesta segunda. (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF/Folhapress)
RIO DE JANEIRO, RJ, 06.12.2021 – FLAMENGO-SANTOS: Partida entre Flamengo e Santos, válida pela 37° rodada do Campeonato Brasileiro 2021, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, RJ, nesta segunda. (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Santos entrou em campo, na noite de segunda-feira (6), ainda sob risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Venceu o Flamengo por 1 a 0 no Maracanã, assegurou classificação ao menos à Copa Sul-Americana e passou a sonhar com uma improvável vaga na Copa Libertadores.

O triunfo no Rio de Janeiro foi definido em um gol de Marcos Leonardo, já no segundo tempo. O ex-santista Gabigol teve a chance do empate, mas cobrou um pênalti na trave e deu à sua velha equipe uma nova meta na rodada derradeira do Nacional.

Os comandados de Fábio Carille somam agora 49 pontos e, na 11ª colocação, estão livres do risco de queda à Série B. Para chegar à Libertadores, precisam atingir o oitavo lugar na tabela, ultrapassando Ceará, Atlético-GO e América-MG, que têm 50 pontos cada um.

Na próxima quinta-feira (9), às 21h30, o Santos enfrentará o Cuiabá na Vila Belmiro. Na tentativa de retornar à principal competição continental, tem de vencer e torcer para que nenhum dos três times à sua frente triunfe.

No mesmo horário, o América-MG jogará contra o São Paulo, em Belo Horizonte. O Atlético-GO também jogará em casa, em Goiânia, diante do Flamengo. O Ceará terá pela frente o Palmeiras, em São Paulo.

A combinação de resultados não é simples, mas é uma possibilidade com a qual não contava boa parte da torcida até segunda-feira. Deixar de vez o risco de degola era a prioridade, o que foi possível com um bom e equilibrado jogo no Maracanã.

No primeiro tempo, os dois goleiros trabalharam bem, e o árbitro de vídeo entrou em ação para anular um gol do rubro-negro Pedro, por impedimento. Na etapa final, o VAR agiu em sentido contrário e valiou um tento que havia sido considerado irregular no campo.

Aos 12 minutos, Marcos Guilherme entrou na área driblando, com alguma liberdade. Seu passe não foi o mais preciso, mas Marcos Leonardo o aproveitou batendo de pé esquerdo. Em posição legal, como se conferiu em vídeo.

O Flamengo passou a buscar o empate e encontrou a melhor chance em pênalti cometido por Kaiky em Vitinho. Gabigol acertou o poste esquerdo de João Paulo, aos 23, e o Santos conseguiu proteger sua vantagem até o apito final.

Para a formação rubro-negra, o resultado não tem grandes efeitos práticos na tabela. A equipe carioca, que demitiu o técnico Renato Gaúcho após a derrota na final da Libertadores e vem sendo dirigida interinamente por Maurício Souza, já é vice-campeã brasileira.

FLAMENGO

Hugo; Matheuzinho, Gustavo Henrique, David Luiz e Rodinei; João Gomes (Lázaro), Andreas e Vitinho (Thiaguinho); Everton Ribeiro (Matheus França), Gabigol e Pedro. Técnico: Maurício Souza.

SANTOS

João Paulo; Kaiky, Luiz Felipe e Danilo Boza; Madson, Camacho (Balieiro), Vinícius Zanocelo e Lucas Braga; Marinho (Ângelo), Marcos Guilherme (Sander) e Marcos Leonardo (Raniel). Técnico: Fábio Carille

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Anderson Daronco (RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)=

Cartões amarelos: Pedro, Matheuzinho, Rodinei (FLA); Marcos Leonardo, Kayky, Raniel (SAN)

Gols: Marcos Leonardo, aos 11 minutos do segundo tempo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos