Mercado fechado

G20 tem erguido barreiras comerciais em "níveis historicamente altos"

Por Stephanie Nebehay

Por Stephanie Nebehay

GENEBRA (Reuters) - As economias do G20 impuseram 28 novas barreiras comerciais entre meados de maio e meados de outubro deste ano, no equivalente a 460,4 bilhões de dólares, principalmente por meio de aumentos de tarifas e restrições a importações, informou a Organização Mundial do Comércio (OMC) nesta quinta-feira.

As restrições pelas 20 principais economias mundiais foram 37% maiores do que o registrado entre os meses de outubro de 2018 a maio de 2019, "já que a fatia do comércio global afetada por tais medidas disparou", disse a OMC em relatório sobre o G20. O grupo inclui os Estados Unidos, a China e a União Europeia (UE).

"Níveis historicamente elevados de medidas restritivas ao comércio estão tendo um claro impacto no crescimento, criação de empregos e poder de compra em todo o mundo. Precisamos ver uma forte liderança das economias do G20 se quisermos evitar aumento da incerteza, menor investimento e crescimento comercial ainda mais fraco", afirmou em comunicado o diretor-geral da OMC, Roberto Azêvedo.