Mercado abrirá em 55 mins
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,06
    -1,60 (-1,94%)
     
  • OURO

    1.801,30
    +2,50 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    61.091,25
    +2.059,94 (+3,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.471,39
    -2,94 (-0,20%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.240,71
    -12,56 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.669,00
    +81,75 (+0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4215
    -0,0032 (-0,05%)
     

G Squared aposta na América Latina após rodada de US$ 1,2 bilhão

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A G Squared, que investiu em empresas como Airbnb e Spotify Technology, planeja destinar parte de um novo fundo de capital de risco de US$ 1,2 bilhão para acordos com startups na América Latina, impulsionando ainda mais o fluxo de investimento estrangeiro na região este ano.

Most Read from Bloomberg

A G Squared, de Chicago, abriu um escritório em Miami dedicado à América Latina e planeja começar a fechar investimentos nos próximos meses, disse o fundador e sócio-gerente, Larry Aschebrook, em entrevista. A empresa planeja investir cerca de US$ 200 milhões do fundo G Squared V na região, disse.

“Esta região tem sido um tanto ignorada sob uma perspectiva de venture capital. Mas estamos vendo essa mudança diante de nossos olhos”, disse Aschebrook. “Veremos muito mais fluxo de capital para a região. Investidores da América do Norte continuarão a entrar. E muito mais unicórnios estão sendo cunhados.”

Investimentos anuais de venture capital na região devem ultrapassar US$ 10 bilhões pela primeira vez este ano, impulsionados em grande parte por investidores estrangeiros como Sequoia Capital e SoftBank, que lançou seu segundo fundo dedicado à América Latina. Uma dúzia de startups alcançou o chamado status de unicórnio - valor de US$ 1 bilhão ou mais - desde 2020, segundo uma lista compilada pela CB Insights.

Embora muitos dos concorrentes da G Squared já tenham operações na região, Aschebrook disse que a América Latina “está no primeiro capítulo do crescimento”. Ele comparou a região à Ásia-Pacífico, com suas cidades densamente povoadas e população com poucas ofertas.

A G Squared, que investiu em empresas como Twitter e Uber Technologies antes de abrirem o capital, se considera um investidor de crescimento e tem como alvo empresas com prazo de três a quatro anos para uma oferta pública inicial, disse Aschebrook. A G Squared possui duas empresas de aquisição de propósito específico, ou SPAC, na sigla em inglês, na Bolsa de Valores de Nova York. Ele espera que a maioria dos IPOs de empresas latino-americanas continue a ocorrer nos Estados Unidos.

Tyson Morgan, sócio da G Squared, comandará o escritório de Miami, que terá uma equipe de cinco pessoas. A empresa busca investimentos em toda a região, com foco em empresas de tecnologia financeira e de seguros, Internet ao consumidor e transporte, entre outros segmentos. A G Squared fez seu primeiro investimento na região na Facily, uma plataforma brasileira de comércio social.

“Vocês verão uma série de investimentos nossos no curto prazo, bem como no longo prazo”, disse Aschebrook.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos