G-20 fará declaração contrária à desvalorização cambial

O G-20, grupo das 20 principais economias mundiais, assumirá o compromisso de assegurar que suas ações de política monetária estarão focadas na estabilidade de preços e no crescimento, em vez de enfraquecer suas moedas. A intenção consta do esboço de uma declaração que o G-20 pretende apresentar neste sábado.

Na tentativa de impulsionar seu anêmico crescimento, muitos membros do G-20 têm recorrido a níveis sem precedentes de estímulos monetários. Em muitos casos, têm desvalorizado suas moedas e criado problemas para os demais países em desenvolvimento, que acabam por receber grandes influxos de capital que fazem suas moedas ficarem mais fortes.

A última rodada de medidas de estímulos monetários levou a novas acusações de que alguns países podem estar procurando deliberadamente enfraquecer suas moedas. Com isso, levariam vantagem por impulsionar suas exportações em detrimento das vendas externas de outros países.

Os ministros das Finanças e os dirigentes de bancos centrais realizam hoje e amanhã, em Moscou, sua primeira reunião do ano. E como de costume preparam uma declaração sobre o estado da economia mundial, entre outras questões.

Segundo um alto funcionário de um governo do G-20, envolvido na elaboração do comunicado, os ministros das Finanças e os chefes dos bancos centrais irão declarar que "a política monetária deve ser orientada para a estabilidade dos preços domésticos, enquanto continua a apoiar a recuperação econômica". As informações são da Dow Jones.

Carregando...