Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.651,78
    -1.873,71 (-4,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Futuros Chromebooks poderão ter desbloqueio por biometria facial

·2 minuto de leitura

Ganhando cada vez mais espaço no mercado, os Chromebooks venderam mais que o Mac no ano passado. O sistema da Microsoft segue sendo unanimidade para PCs e notebooks, e o Google pode estar projetando seu próprio rival ao Windows Hello para tornar mais prática a autenticação nas máquinas abastecidas pelo Chrome OS.

Os primeiros sinais disso foram encontrados no repositório de código oficial do sistema operacional aberto. O Google estaria testando um Sensor de Presença Humana em ao menos dois protótipos de hardware. Um teria integrado a próxima geração de chips AMD para os Chromebooks, e o segundo os processadores da Intel de 12ª geração.

Novo componente interno para a função

Com hardware dedicado e integração ao SO, a função traria novas possibilidades aos computadores que rodam o Chrome OS, sendo a mais óbvia o desbloqueio via biometria facial. Outras implementações mais sofisticadas são possíveis, como a possibilidade de a tela se manter ativada enquanto o rosto do usuário for detectado — como acontece em modelos dos smartphones Pixel.

(Imagem: Reprodução/Acer)
(Imagem: Reprodução/Acer)

Também por exigir um componente novo no corpo dos Chromebooks, o sensor CrossLink NX LIFCL-17, a função seria destaque em futuros lançamentos — não chegando para nenhum dispositivo Chrome OS já lançado.

Por questões de privacidade, haveria um ícone indicando quando a função estivesse em uso, que apareceria na barra de tarefas. Seria algo similar ao que ocorre no Android em versões mais modernas, quando o sistema deixa uma notificação persistente quando um aplicativo está usando microfone, câmera, ou outros sensores que captam de alguma forma a atividade do usuário.

Como o Google nunca se comprometeu ou anunciou esse recurso — até agora — fica difícil estimar quando ele poderia ganhar viabilidade comercial. E se de fato a empresa levará a ideia para frente. Ela faz bastante sentido, e inclusive poderia agilizar processos de login e operações sensíveis de sistema.

Vale lembrar, o Chrome OS está completando 10 anos em 2021. Para comemorar, o Google atualizou o sistema com novos recursos, como o Nearby Share herdado do Android e uma nova ferramenta de captura de tela. Os interessados em um Chromebook, porém, devem se atentar para a compatibilidade de apps — ainda distante do suporte da indústria em comparação ao Windows ou MacOS.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos