Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    34.944,28
    -420,58 (-1,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Futuros do aço sobem na China; minério de ferro recua, mas ganha 10% na semana

·1 minuto de leitura
Instalações de "blendagem" de minério de ferro no porto de Dalian, na China

PEQUIM (Reuters) - Os futuros do vergalhão de aço na China avançaram nesta sexta-feira, enquanto os do minério de ferro recuaram, mas ambos fecharam com ganhos semanais, embora preocupações com a chegada da época de chuvas, com menor demanda, tenham limitado a alta.

O contrato mais negociado do vergalhão de aço para construção na bolsa de futuros de Xangai, para entrega em outubro, saltou 1,4%, para 5.159 iuanes (805,4 dólares) por tonelada, registrando a primeira elevação semanal nas últimas quatro semanas (+4,6%).

Os estoques de vergalhão mantidos por comerciantes e usinas recuaram 3,3%, para 10,42 milhões de tonelada até quinta-feira, segundo dados da consultoria Mysteel.

"A demanda por vergalhão do setor de imóveis e infraestrutura no mês passado foi mais fraca que no ano passado", afirmaram analistas da GF Futures em nota, destacando também a chegada da época de menor demanda sazonal.

Os futuros do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian, por sua vez, fecharam em baixa. O contrato para entrega em setembro recuou 1,9%, a 1.169 iuanes por tonelada, mas encerrou a semana com alta de 9,9%.

(Por Min Zhang e Shivani Singh)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519)) REUTERS LC