Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,28
    -0,02 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.746,70
    -3,10 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    44.910,31
    +1.373,71 (+3,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.119,18
    +10,26 (+0,92%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.313,75
    +10,25 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2262
    +0,0012 (+0,02%)
     

Furacão Ida atinge importante porto petrolífero dos EUA

·1 minuto de leitura

Por Liz Hampton e Marianna Parraga

(Reuters) - O furacão Ida chegou à costa dos Estados Unidos neste domingo como uma tempestade de categoria 4 em Port Fourchon, no Estado da Louisiana, atingindo a infraestrutura de petróleo dos EUA com ventos de até 240 km por hora.

O Louisiana Offshore Oil Port (LOOP), maior terminal de petróleo bruto de propriedade privada dos Estados Unidos, interrompeu as entregas antes da chegada da tempestade, depois que as previsões indicaram possíveis impactos em suas áreas operacionais.

O terminal marítimo do LOOP está localizado em águas abertas a cerca de 29 km da costa da Louisiana, enquanto Port Fourchon é sua base terrestre.

O porto da Louisiana é o único terminal de águas profundas dos EUA capaz de descarregar superpetroleiros. Ele abrange cerca de 10% a 15% do petróleo doméstico do país, 10% a 15% das importações do país de petróleo estrangeiro e também está ligado a cerca de metade da capacidade de refino dos EUA, de acordo com o site do Port Fourchon. Ele também atende 90% da produção de petróleo em águas profundas do Golfo do México.

Neste domingo, mais de 95% da produção de petróleo do Golfo do México nos EUA estava suspensa, representando cerca de 1,74 milhão de barris por dia de produção, de acordo com o regulador offshore. O Golfo fornece cerca de 17% do petróleo do país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos