Mercado abrirá em 1 h 28 min
  • BOVESPA

    109.068,55
    -1.120,02 (-1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.725,96
    -294,69 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,75
    +0,74 (+1,03%)
     
  • OURO

    1.795,20
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    16.827,79
    +11,26 (+0,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    395,20
    -6,84 (-1,70%)
     
  • S&P500

    3.933,92
    -7,34 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    33.597,92
    +1,58 (+0,00%)
     
  • FTSE

    7.487,19
    -2,00 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    19.450,23
    +635,41 (+3,38%)
     
  • NIKKEI

    27.574,43
    -111,97 (-0,40%)
     
  • NASDAQ

    11.529,00
    +19,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4745
    +0,0081 (+0,15%)
     

Fundos de títulos da China restringem entradas, enquanto investidores buscam proteção

XANGAI (Reuters) - Um número cada vez maior de fundos de títulos da China suspenderam insvestidores ou limitaram o fluxo de entrada, em meio a sinais de dinheiro jorrando em produtos de renda fixa, com ações oscilando e bancos cortando taxas de depósito.

Só na sexta-feira, mais de uma dúzia de fundos de títulos anunciaram medidas para restringir novas captações, segundo documentos de gestores de fundos. Cerca de 40 fundos de títulos de curto prazo fizeram comunicados similares nos últimos 20 dias comerciais, segundo o jornal chinês China Fund.

Os cinco principais bancos estatais da China cortaram taxas de depósitos semana passada, o que pode ajudar a baixar ainda mais as taxas dos empréstimo para auxiliar a economia.

Um gestor de fundo de títulos, sob condição de anonimato, também atribuiu a fuga para títulos a um mercado de ações em baixa e a uma tendência de buscar abrigo antes do feriado de uma semana do Dia Nacional da China, que começa em 1º de outubro.

O importante índice da China CSI300 caiu mais de 20% até agora este ano, em meio a projeções econômicas desafiadoras.

A China Asset Management disse que rejeitaria inscrições individuais acima de 1 milhão de yuans (140,3 mil dólares) por dia para proteger o interesse dos atuais detentores do fundo e fortalecer a estabilidade das operações. A Huatai-PineBridge Fund disse que suspenderia novas inscrições.

Fundos de títulos chineses já viram seus ativos sob administração subirem 18% nos primeiros sete meses do ano, para 4,8 trilhões de yuans, segundo os últimos dados.

Em contraste, ativos sob gestão de fundos de equity e fundos balanceados, que investem tanto em ações quanto em títulos, caíram 7% e 14%, respectivamente, no mesmo período.

(Reportagem de Samuel Shen, Jason Xue e Brenda Goh)