Mercado abrirá em 4 h 58 min
  • BOVESPA

    121.801,21
    -1.775,35 (-1,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.195,43
    -438,48 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,04
    -0,11 (-0,16%)
     
  • OURO

    1.816,70
    +2,20 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    38.832,95
    +993,23 (+2,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    961,31
    +34,54 (+3,73%)
     
  • S&P500

    4.402,66
    -20,49 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    34.792,67
    -323,73 (-0,92%)
     
  • FTSE

    7.117,78
    -6,08 (-0,09%)
     
  • HANG SENG

    26.211,09
    -215,46 (-0,82%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.088,25
    +14,75 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1463
    +0,0280 (+0,46%)
     

Fundo Soberano da Noruega retira Petrobras de lista de observação

Ação leva em conta menor risco de corrupção na empresa brasileira, como aponta O Fundo Soberano da Noruega retirou a Petrobras da lista de companhias “em observação”, tendo em vista o menor risco de corrupção na empresa brasileira. A Petrobras havia sido incluída na lista em janeiro de 2016, sob o risco de perder investimentos do Fundo, em meio às denúncias de corrupção envolvendo funcionários da estatal. Petrobras Reprodução / Facebook Petrobras Segundo o conselho de ética do fundo norueguês, “apesar do risco inerente ao fato de o governo brasileiro, como acionista controlador, nomear a maioria dos conselheiros da Petrobras, o risco de corrupção da empresa diminuiu.” No documento em que recomenda a retirada da Petrobras da lista, os conselheiros dizem que a decisão teve como base o acordo firmado pela estatal brasileira com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos “que confirma que a Petrobras implementou medidas de melhoria desde o início das investigações em 2014.” O conselho do fundo também levou em consideração o fato da Justiça brasileira ter visto a empresa como vítima nas investigações da Operação Lava-Jato. Atualmente, o Fundo Soberano da Noruega é dono de 0,83% do capital social da Petrobras, avaliado em cerca de US$ 659,4 milhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos