Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    44.798,75
    -2.723,96 (-5,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

Fundo do BTG avalia oferta por empresa da TIM no Brasil: Fontes

Cristiane Lucchesi e Rodrigo Orihuela
·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Fundo de private equity do Banco BTG Pactual SA está entre os investidores que cogitam uma oferta por uma participação de 51% em uma empresa de fibra óptica que a TIM SA está planejando criar, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

A TIM planeja entrar com seus ativos e ter uma participação de 49% na empresa, disseram as pessoas, pedindo para não serem identificadas porque as discussões não são públicas. A ideia é oferecer aos investidores três cadeiras no conselho de administração da nova unidade, sendo que mais duas seriam da TIM e outras duas de independentes, disseram as pessoas. A TIM contratou o UBS Brasil SA para encontrar sócios, segundo as pessoas.

A TIM, a unidade brasileira da Telecom Italia SpA sediada em Milão, e a Telefônica Brasil SA estão segregando parte de seus ativos de fibra óptica no Brasil em unidades separadas para que possam fornecer serviços a terceiros e ganhar mais com a infraestrutura que já possuem. As companhias também podem buscar financiamento para expansão vendendo as ações da unidade para investidores financeiros, incluindo fundos de private equity e de infraestrutura.

A subsidiária brasileira da Telefonica SA, com sede em Madri, contratou o Banco Santander SA como assessor, disseram as pessoas, e planeja vender até 50% de sua unidade de fibra óptica no Brasil, mantendo os 50% restantes.

BTG, UBS, Santander e Telefônica não quiseram comentar. TIM não respondeu imediatamente pedidos de comentário por email.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.