Mercado fechará em 5 h 58 min
  • BOVESPA

    101.259,75
    -658,25 (-0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,52 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,71
    -1,14 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.903,50
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    13.131,27
    +54,25 (+0,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    263,12
    +1,66 (+0,64%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,13 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.832,81
    -27,47 (-0,47%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.494,34
    -22,25 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    11.558,50
    -105,00 (-0,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6833
    +0,0194 (+0,29%)
     

Fundador do Twitter diz que não usa nenhum produto do Facebook

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
O CEO do Twitter, Jack Dorsey. (Foto: REUTERS/Anushree Fadnavis)
O CEO do Twitter, Jack Dorsey. (Foto: REUTERS/Anushree Fadnavis)

O CEO e cofundador do Twitter, Jack Dorsey, revelou em uma entrevista que ele não usa qualquer produto do Facebook, e afirmou que ele e o CEO Mark Zuckerberg têm “abordagens diferentes” em relação a suas empresas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

As informações são do site Business Insider.

Dorsey, que já havia trocado farpas com Zuckerberg no passado, participava de um podcast, quando foi questionado pelo apresentador sobre seus hábitos em relação a redes sociais.

Leia também

Ele respondeu: “Eu não uso Instagram. Amo a forma como o Snapchat inovou. Acho que eles são fenomenais. Eu não uso muitos produtos do Facebook. Na verdade, nenhum.”

Perguntado sobre se havia algum desentendimento entre os dois, Dorsey respondeu apenas que “as abordagens eram diferentes”.

Nos últimos meses, o Twitter tem se posicionado mais fortemente contra movimentos de extrema-direita nos Estados Unidos e o presidente Donald Trump, enquanto o Facebook tem sido visto como mais “suave” no combate à propagação de discurso de ódio na plataforma.

Apesar de ter uma conta no Instagram, Dorsey teria parado de usá-la depois que o app foi vendido para o Facebook.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube