Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.650,64
    -32,91 (-0,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,27
    0,00 (0,00%)
     
  • OURO

    1.854,20
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    33.757,96
    +310,72 (+0,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    679,89
    +2,99 (+0,44%)
     
  • S&P500

    3.834,84
    -6,63 (-0,17%)
     
  • DOW JONES

    30.814,34
    -182,64 (-0,59%)
     
  • FTSE

    6.638,85
    -56,22 (-0,84%)
     
  • HANG SENG

    30.159,01
    +711,16 (+2,41%)
     
  • NIKKEI

    28.822,29
    +190,84 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    13.367,00
    +5,50 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7078
    +0,0558 (+0,84%)
     

Funcionário de hospital danifica propositalmente 500 doses de vacina contra Covid-19 nos Estados Unidos

·1 minuto de leitura
Foto: Thomas Samson/Pool Photo via AP
Foto: Thomas Samson/Pool Photo via AP

A rede norte-americana de hospitais Aurora America Center revelou que 500 doses de vacina contra Covid-19 foram danificadas por um funcionário em Wisconsin. Segundo a empresa, um de seus colaboradores assumiu ter estragado os imunizantes propositalmente.

No último sábado, a rede de hospitais havia informado os danos “acidentais” às vacinas. Agora, porém, o Aurora obteve a confissão de um funcionário, que manteve as doses sem a refrigeração adequada intencionalmente.

Leia também

"Nós imediatamente lançamos uma investigação interna, e fomos levados a acreditar que isso tinha sido causado por um erro humano. O indivíduo em questão reconheceu hoje que removeu intencionalmente a vacina da refrigeração", informou em nota.

O Aurora explicou que o funcionário foi imediatamente demitido e que entregou o caso às autoridades para uma investigação mais detalhada. Não ficou claro o motivo que levou o funcionário a cometer este delito.

“Continuamos a acreditar que a vacinação é a nossa saída para a pandemia. Estamos mais do que frustrados com o fato de o comportamento desse indivíduo atrasar a vacinação de mais de 500 pessoas”, apontou o hospital.