Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.560,47
    -56,62 (-0,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Funcionária vai a justiça contra Apple por caso de assédio sexual

Apple foi processada por funcionária que trabalhava na produção do filme Emancipation. (Photo By A. Perez Meca/Europa Press via Getty Images)
Apple foi processada por funcionária que trabalhava na produção do filme Emancipation. (Photo By A. Perez Meca/Europa Press via Getty Images)
  • Funcionária trabalhava na produção de filmes da Apple TV+;

  • Empresa teria falhado em impedir que os abusos continuassem;

  • Além da Apple, outras produtoras também foram acionadas judicialmente.

Alicia Kelly, funcionária que trabalhava nos estúdios de filmagens de um filme da Apple TV+ entrou com um processo contra empresa e as demais produtoras por terem não terem impedido que casos de assédio sexual acontecessem durante o trabalho.

De acordo com a vítima, o caso aconteceu quando ela trabalhava nas filmagens do filme Emancipation, que será estrelado por Will Smith, quando ela foi posta para trabalhar com um antigo chefe que já havia sido denunciado por abuso.

Tudo começou quando Kelly trabalhava em outra produção, exercendo o mesmo papel de equipe de apoio da produção em relação às medidas sanitárias de combate ao COVID-19. Lá, nas gravações da série Hightown, a Alicia teria sido assediada pelo seu chefe, que depois foi substituído por outro que manteve o mesmo hábito criminoso.

Depois, quando Alicia Kelly foi transferida para o set de Emancipation, ela descobriu que tinha sido enviada par trabalhar para seu antigo chefe, que retornou a assediá-la, com toques inapropriados e até mesmo avanços em um hotel.

De acordo com a acusação, as produtoras têm o dever de supervisionar as ações de suas subsidiárias, terceirizados e funcionários. Além da Apple, a Lionsgate Entertainment e a Jerry Bruckheimer estão sendo processadas por também falharem em impedir que os incidentes acontecessem.

Emancipation é um dos longa metragens mais aguardados dos últimos anos. A Apple comprou os direitos para a produção em 2020 por um valor recorde na indústria. O filme contará a saga de um escravo negro que deixa uma fazenda no sul dos Estados Unidos para se juntar à Guerra Civil do lado dos abolicionistas.