Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.341,21
    +2.028,07 (+5,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Funcionária de lotérica é presa por desviar R$ 1 mi do auxílio emergencial

·1 minuto de leitura
BRAZIL - 2020/04/07: In this photo illustration the Auxílio Emergencial da Caixa application to receive government assistance during the coronavirus pandemic is seen displayed on the smartphone. (Photo Illustration by Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Ação teria prejudicado 150 pessoas que recebem o benefício (Fotoilustração por Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Funcionária de lotérica é presa sob suspeita de desviar R$ 1 mi do auxílio emergencial

  • Ela era responsável por alterar senha dos usuários e repassar para criminosos

  • Ação teria prejudicado 150 beneficiários

Uma mulher que trabalhava em uma lotérica em Fortaleza foi presa pela Polícia Civil na última quinta-feira (8), suspeita de desviar R$ 1 milhão em verba do auxílio emergencial e prejudicar 150 pessoas. Ela vai responder pelos pelos crimes de falsidade ideológica, estelionato e inserção de dados falsos em sistemas de informações. 

Leia também:

O golpe não foi aplicado apenas no Ceará, mas também na Bahia, Distrito Federal, Goiás, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo.

Como era o esquema

A funcionária era responsável por alterar as senhas de beneficiários para que o dinheiro do auxílio fosse transferido por criminosos para outras contas bancárias. Assim, ela mandava 

mensagens telefônicas em que pedia a senha e o CPF, com a desculpa de que estaria fazendo um recadastramento para o governo, e repassava os dados aos golpistas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos