Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    48.356,81
    +1.396,44 (+2,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7797
    -0,0062 (-0,09%)
     

Funarte anula edital de formação em teatro lançado na gestão de Roberto Alvim

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Funarte anulou nesta segunda, em publicação no Diário Oficial, o edital do Conservatório Brasileiro de Teatro, lançado na época em que Roberto Alvim era presidente da instituição, em 2019. O objetivo do edital, segundo o texto, era "realizar cursos permanentes e gratuitos nas áreas de dramaturgia, direção e atuação", com a destinação de bolsas para os selecionados. Em novembro daquele ano, semanas depois da publicação do edital, Alvim foi promovido a secretário especial da Cultura do governo federal --dois meses depois, em janeiro, foi demitido ao fazer um discurso com tintas nazistas. A saída do governo fez com que propostas caras a Alvim, como o Conservatório de Teatro, que promoveria uma formação de artes cênicas de abrangência nacional em Brasília, empacassem. As gestões de Regina Duarte e Mario Frias na Cultura deixaram o projeto de lado. O edital chegou a selecionar e divulgar, pouco antes da queda de Alvim, os participantes dos cursos, mas eles não foram para a frente. Agora, o atual presidente da Funarte, Lamartine Barbosa Holanda, coronel do Exército empossado no cargo em setembro, enterrou de vez o projeto.