Mercado fechará em 4 h 15 min
  • BOVESPA

    100.810,39
    +2.138,13 (+2,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.014,77
    +273,27 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,35
    +1,73 (+1,61%)
     
  • OURO

    1.823,10
    -7,20 (-0,39%)
     
  • BTC-USD

    20.781,41
    -521,64 (-2,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    452,63
    -9,17 (-1,98%)
     
  • S&P500

    3.923,49
    +11,75 (+0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.569,41
    +68,73 (+0,22%)
     
  • FTSE

    7.271,36
    +62,55 (+0,87%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.871,27
    +379,30 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.116,50
    -24,00 (-0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5209
    -0,0315 (-0,57%)
     

Função editar do Twitter tem novas imagens vazadas; veja prints

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O botão de editar tuítes já publicados é uma funcionalidade pedida desde o início do Twitter, mas agora parece estar próximo do lançamento. O desenvolvedor Nima Owji usou técnicas de engenharia reversa para mostrar como o recurso pode funcionar.

Um conjunto de prints de tela publicados por Owji revelam a existência de um cronômetro para fazer as alterações necessárias. No atual momento, o Twitter daria 30 minutos para editar um tuíte já publicado — esse prazo já foi de uma hora. Ainda não está claro o prazo seria contado a partir da publicação original ou se ele seria renovado a cada ajuste feito.

Essa ideia do tempo é uma adição exclusiva da rede social do passarinho, pois os rivais não têm nada parecido. O Facebook permite que você edite qualquer postagem, mas mostra uma etiqueta "editado" para ressaltar a mudança. O Instagram, que também é controlado pela Meta (empresa-mãe do Facebook), exibe marcação semelhante se você trocar uma legenda após ser publicada — rumores dizem até que isso reduz o alcance.

Editar sem interações

Após alterar o conteúdo de um post, será impossível curtir, retuitar ou responder à versão antiga. Os botões ganham coloração cinza e fica impossível executar qualquer ação neles. Portanto, o que foi feito no passado será tratado como se fosse um tuíte excluído.

Não está claro se o tuíte ajustado será mostrado na timeline como algo novo, uma espécie de republicação. Possivelmente a estrutura da rede social precisaria ser modificada para lidar com edições, logo a plataforma pode lidar com o ajuste apenas criando link inédito.

Logo abaixo do tuíte modificado, haverá uma etiqueta com o dia e horário de modificação, seguido por aviso para avisar que aquela é uma versão recente de uma publicação. Ao lado, um link "See the latest" (Veja o mais antigo, em tradução livre) deve exibir o original.

Histórico de tuítes

No começo de maio, a engenheira de software Jane Manchun Wong havia publicado prints da sua descoberta sobre um registro de publicações. Segundo ela, o Twitter manteria uma versão original do tuíte e mostraria todas as edições feitas antes da versão final. Neste caso, a mídia social criaria um tuíte com um número de identificação diferente, como se fosse um post inédito.

Manter esse histórico parece ser algo importante para a rede social criada por Jack Dorsey, já que todos os testes recentes apresentam tal recurso. A justificativa para isso é seria que os desenvolvedores não querem ninguém dando uma espertinho para trocar totalmente o conteúdo de um post no intuito de prejudicar os demais usuários.

Imagine se uma autoridade de saúde curte um post que defende a eficácia das vacinas contra a covid-19 e depois o autor troca para algo oposto. Essa pessoa que curtiu aquilo poderia ser socialmente questionada por dar o aval a uma publicação antivax.

Até o momento, parece que a capacidade de editar tuítes deve mesmo ser reservada para assinantes do Twitter Blue. Não há uma estimativa sobre quando a novidade deve chegar nem detalhes oficiais, mas muita gente não vê a hora de poder corrigir erros de digitação ou coisas assim sem precisar apagar e recomeçar a edição do zero.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos