Mercado fechado

Fuga para liquidez atinge ritmo mais rápido desde a pandemia

(Bloomberg) -- Os investidores globais fogem para a segurança dos fundos de alta liquidez no ritmo mais rápido desde o crash da pandemia, diante de um Federal Reserve firme no aperto monetário, segundo estrategistas do Bank of America.

Os ingressos nos fundos do mercado monetário foram de US$ 62,1 bilhões na semana até 2 de novembro, segundo nota do banco com dados da EPFR Global. Isso elevou as entradas desde o início de outubro para US$ 194 bilhões — o maior fluxo de início de trimestre desde que a pandemia afundou os mercados no segundo trimestre de 2020.

Os estrategistas do BofA não esperam que o Fed mude sua trajetória tão cedo, já que a inflação continua alta e o desemprego baixo. Um catalisador para uma mudança em 2023 seria a perda de empregos, disseram os estrategistas liderados por Michael Hartnett.

Uma recessão e eventos de crédito também precisam ocorrer para que o Fed encerre o aperto, o que levaria ao início de um novo mercado de alta, disse Hartnett.

O presidente do Fed, Jerome Powell, indicou esta semana que está disposto a elevar juros para o nível que for necessário para acabar com a inflação, mesmo que a um ritmo mais lento de aumentos. O Nasdaq 100 fechou no nível mais baixo desde julho de 2020 na quinta-feira, com o indicador a caminho da pior semana desde janeiro. O S&P 500 caminha para sua pior semana desde setembro.

Entre outras classes de ativos, os fundos de ações globais registraram entradas de US$ 6,3 bilhões na semana, enquanto quase US$ 4 bilhões foram retirados de títulos, disse o BofA.

As ações provavelmente atingirão o fundo do poço perto do segundo trimestre do próximo ano devido a um “choque de recessão”, escreveram os estrategistas.

--Com a colaboração de Michael Msika.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.