Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.524,25
    -1.257,82 (-3,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Fuchsia OS, novo sistema operacional, será testado na 1ª geração do Nest

·2 minuto de leitura
Fuchsia OS, novo sistema operacional, será testado na 1ª geração do Nest
Fuchsia OS, novo sistema operacional, será testado na 1ª geração do Nest

Fuchsia OS, o novo sistema operacional desenvolvido pelo Google, que pode (ou não) eventualmente substituir o Android, está prestes a passar por uma prova prática. Estreará no Google Nest Hub. A versão 1 mesmo, não a atual. Lançado em 2018, e substituído pelo Nest Hub 2 em meados de março, o dispositivo inteligente do Google foi a plataforma escolhida para receber o Fuchsia OS, segundo comunicado da própria fabricante enviado à redação do 9to5Google.

De acordo com o fabricante, a tela inteligente não terá qualquer mudança no que tange às funcionalidades. A diferença é que, por dentro, passará a funcionar rodando sob o Fuchsia OS, ao invés do Cast OS, baseado em Linux, que o dispositivo usava anteriormente. O Google informou ainda que a intenção é disponibilizar o Fuchsia OS para todos os usuários do Nest Hub dentro de alguns meses, mas que adotou a cautela para poder lidar e sanar com eventuais bugs que podem aparecer no meio do caminho.

Futuro conectado

Apesar de ter afirmado que, a princípio, a perspectiva do usuário “não muda nada” com a substituição do sistema operacional antigo pelo Fuchsia OS no Nest, a ideia do Google é incrementar a experiência de quem estiver conectado por meio de seus dispositivos inteligentes. O software estaria sendo preparado para, entre outras coisas, preparar um futuro “mais conectado, com melhores experiências com assistentes de voz virtuais, como o Google Assistant”.

A primeira geração do Nest Hub, portanto, seria apenas o 1º passo dado pelo Google rumo à implementação do Fuchsia OS. A empresa estaria planejando adotar o novo sistema operacional para a 2ª geração da tela inteligente, lançada em março deste ano, e também compartilhar a novidade com outras fabricantes. Não custa lembrar que, recentemente, Google e Samsung fecharam uma parceria justamente para o desenvolvimento do Fuchsia OS.

O Fuchsia OS vem sendo desenvolvido pelo Google há pelo menos cinco anos. Utilizando um microkernel Zircon, o sistema operacional tem como foco segurança, capacidade de atualização e desempenho. O software também busca ter como característica a versatilidade, para ser executado em todos os tipos de dispositivos, incluindo smartphones, tablets, computadores, dispositivos IoT e wearables.

Via Phone Arena