Mercado fechará em 4 h 23 min
  • BOVESPA

    99.142,81
    +188,91 (+0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.316,76
    +573,61 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,50
    +2,07 (+1,91%)
     
  • OURO

    1.808,00
    +6,50 (+0,36%)
     
  • BTC-USD

    19.752,30
    +696,27 (+3,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    428,19
    +8,05 (+1,92%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,86 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.245,05
    +76,40 (+1,07%)
     
  • HANG SENG

    21.830,35
    -29,44 (-0,13%)
     
  • NIKKEI

    26.153,81
    +218,19 (+0,84%)
     
  • NASDAQ

    11.560,00
    -51,25 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5175
    -0,0412 (-0,74%)
     

Frio afeta produção de alimentos e pode deixar produtos ainda mais caros

Safras de alimentos podem sofrer com mudanças no tempo
Safras de alimentos podem sofrer com mudanças no tempo (Getty Image)
  • Frio intenso e geadas interferem na produção de alimentos sensíveis a temperaturas baixas

  • O Cepea diz que batata, alface e tomate não resistem ao clima gélido

  • Milho, soja e café também podem ser impactados com a frente fria

Todo ano as pessoas se dividem entre quem gosta de frio e quem gosta de calor. Para além das preferências pessoais, a frente fria também pode trazer impactos que afetam diretamente na produção de alimentos.

Hortaliças, café, milho, frutas e cana-de-açúcar são alguns dos produtos que sofrem com essa virada de tempo. O cultivo desses itens são mais sensíveis a baixas temperaturas e climas gélidos.

De acordo com Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da USP, batata, alface e tomate não resistem a geadas. Já no caso da soja, se houver geada no Paraná, as lavouras podem ser prejudicadas, dependendo da intensidade do fenômeno climático.

Na produção do milho, os agricultores relataram geadas em algumas áreas do sul de Mato Grosso do Sul.. Ainda não há informações da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), mas eles relataram ao jornal Extra que estão analisando a situação.

Levantamentos do Cepea apontam que milho e café são os produtos que mais preocupam os produtores. Mesmo com a expectativa de safra recorde do legume, o tempo pode atrapalhar na produção do item.

Os pesquisadores do centro de estudos apontam que os preços domésticos foram influenciados pela apreensão de agentes com a chegada de uma frente fria em parte das regiões produtoras, com geadas que prejudicam o desenvolvimento das lavouras. Eles dizem que cenário tem limitado o ritmo de negócios e aumentado o preço para o consumidor final.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos