Mercado abrirá em 6 mins
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,04
    +1,47 (+1,34%)
     
  • OURO

    1.824,70
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    20.991,53
    -210,79 (-0,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    459,14
    -2,66 (-0,58%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.345,06
    +86,74 (+1,20%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.067,25
    +26,75 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4799
    -0,0642 (-1,16%)
     

Frete caro da China impulsiona exportações de componentes de couro na América Latina

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A indústria brasileira de produtos para calçados e couro diz ter visto no encarecimento do frete da China um impulso aos negócios locais, especialmente na América Latina, segundo a Assintecal (associação do setor).

As exportações de componentes de couro e calçados somaram US$ 175 milhões (cerca de R$ 900 milhões) nos cinco primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período de 2021, alta de 21%, segundo dados da entidade.

Nos países da América Latina, que são cinco dos oito principais destinos das exportações, o crescimento foi de 32%.

Segundo a Assintecal, também cresceram os embarques para os Emirados Árabes e República Dominicana. A China segue como principal destino dos produtos brasileiros, com foco em químicos para tratamento de couros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos