Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.448,24
    -4.020,70 (-6,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Freixo tenta derrubar decreto que tira poder do Ministério Público na fiscalização trabalhista

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ) quer derrubar na Câmara dos Deputados o decreto publicado por Jair Bolsonaro nesta quinta (11) que dá exclusividade ao Ministério do Trabalho na fiscalização de relações de emprego.

Freixo protocolou uma proposta de decreto legislativo na Câmara para sustar a medida vista por procuradores do Ministério Público do Trabalho como sem respaldo legal e com capacidade para gerar insegurança jurídica.

O decreto de Bolsonaro, diz Freixo, é arbitrário e usurpa as competências do Congresso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos