Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.286,77
    +488,10 (+0,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Free Software Foundation finalmente se pronuncia sobre retorno de Stalmann

Felipe Ribeiro
·2 minuto de leitura

O retorno do polêmico Richard Stallman ao conselho da Free Software Foundation, entidade que ele mesmo ajudou a fundar, segue dando o que falar dentro da comunidade de software livre e tecnologia. Desta vez, foi a vez da própria fundação se manifestar sobre o tema, que também contou com um manifesto de Stallman na sequência.

Para situar novamente o leitor do Canaltech, Richard Stallman, também conhecido por RMS, renunciou ao cargo de líder da FSF em 2019 após declarações polêmicas sobre o caso de abuso cometido pelo professor de ciência da computação do Massachusetts Institute of Technology, Marvin Minsky, contra Jeffrey Epstein. Além disso, Stallman é conhecido por seus posicionamentos homofóbicos e até pedófilos em alguns momentos.

"Decidimos trazer RMS de volta porque sentimos falta de sua sabedoria. Sua perspicácia histórica, jurídica e técnica sobre software livre é incomparável. Ele tem uma profunda sensibilidade para as maneiras como as tecnologias podem contribuir para o aprimoramento e a diminuição dos direitos humanos básicos. Sua rede global de conexões é inestimável. Ele continua sendo o filósofo mais articulado e um defensor inquestionavelmente dedicado da liberdade na computação", disse o comunicado da FSF emitido no último dia 12 de abril.

Para membros da comunidade de Software Livre, o posicionamento da FSF soa como vista grossa ao "estilo" de Stallman, o que pode prejudicar a imagem da entidade. RMS, por sua vez, com mais respaldo da Free Software Foundation, também decidiu se posicionar abertamente sobre seu retorno, que aconteceu durante a conferência LibrePlanet, em março.

Com tom bem confuso, Stallman faz um mea culpa e assumiu seus erros, se dizendo uma pessoa transparente. Além disso, ele tratou de descolar sua imagem do professor Marvin Minsky, dizendo que ele o conhecia "apenas remotamente".

Comunidade segue contra

O posicionamento da Free Software Foundation, além da de Stallman, não parece ter adiantado muito para conter a fúria dos ativistas. Para Bradley Kuhn, ex-membro do conselho da FSF e atual bolsista da Software Freedom Conservancy, ao ignorar os feitos de RMS, a entidade tem sua imagem prejudicada.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: