Mercado fechado

Frank Aguiar lembra primeira experiência com ayahuasca: "Estava no fundo do poço"

Giselle de Almeida
·2 minuto de leitura
O cantor Luz Aguiar (ex-Frank Aguiar). Foto: reprodução/Instagram/frankaguiar
O cantor Luz Aguiar (ex-Frank Aguiar). Foto: reprodução/Instagram/frankaguiar

Agora com o nome artístico de Luz Aguiar, Frank Aguiar falou sobre a influência do chá de ayahuasca em sua nova fase criativa e espiritual. Segundo o cantor, a experiência o resgatou em um período difícil, há sete anos. Ele conheceu a bebida durante uma viagem ao Acre.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Naquela época estava no fundo do poço e passando por um momento de conflitos com meu filho e com a carreira política. Naquele momento resolvi toda a minha vida. Foi como se eu tivesse feito dez anos de terapia com o melhor psicólogo. Lá ouvi uma voz me falando que eu seria uma ponte para que outras pessoas pudessem ter suas evoluções”, disse, em entrevista ao site Quem.

Leia também:

A ideia de adotar o novo nome veio em uma das “reuniões espirituais” que ele realiza em casa, toda semana. “A voz do astral divino me disse: ‘Filho, você é luz e tem um nome tão bonito. Olha como é bom você verbalizar isso para o universo. Quando te chamarem de luz, você vai receber luz’. Eu queria no dia seguinte pedir para todos me chamarem de Luz, que é meu nome de batismo, mas é um processo e leva um tempo”, contou o artista, batizado Francineto Luz de Aguiar.

Trabalhando em seu novo álbum, “Evolução”, o cantor diz que já teve o auge de seu sucesso e hoje se contenta com a estabilidade adquirida nos 30 anos de carreira. A vida de ostentação, portanto, ficou para trás. “Teve uma vez que comprei três carros novos em um único dia”, lembrou. “No auge, comprei muitos bens de consumo, tive muitos carros, fazenda, mansões... Nunca perdi nada, mas são coisas que não faço mais hoje. Tenho dinheiro, mas também tenho a consciência de que não preciso de três carros porque um está bom. Procuro a leveza hoje em dia.”

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube