Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.717,94
    -517,82 (-0,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.460,55
    +652,34 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,99
    -0,35 (-0,37%)
     
  • OURO

    1.803,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    23.922,37
    +23,79 (+0,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    573,13
    -1,61 (-0,28%)
     
  • S&P500

    4.207,27
    -2,97 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    33.336,67
    +27,16 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.465,91
    -41,20 (-0,55%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.328,25
    +17,00 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3236
    -0,0001 (-0,00%)
     

Frango será a carne mais consumida do mundo até 2030, apontam projeções

Frango será a carne mais consumida do mundo até 2030. Foto: Getty Images.
Frango será a carne mais consumida do mundo até 2030. Foto: Getty Images.
  • Frango deve ser tornar a carne mais consumida do mundo até 2030, apontam projeções;

  • Até o fim da década, as aves devem representar 41% de todo o consumo global;

  • Segundo o estudo, o consumo geral de carnes subirá 14% nos próximos oito anos.

A carne de frango está a caminho de se tornar a proteína mais consumida no mundo até 2030, segundo projeções feitas pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Até o fim da década, as aves devem representar 41% de todo o consumo, distanciando-se dos suínos, que ficarão na segunda posição com 34%. Em seguida, estarão os bovinos, com 20%, e os ovinos, com apenas 5%.

Segundo o estudo, o consumo geral de carnes subirá 14% nos próximos oito anos, tendo destaque para o frango. O aumento será puxado pelo crescimento da população.

Leia também:

O fato de ser a proteína animal mais barata permite essa projeção principalmente em países de baixa renda. Além disso, a inflação dos alimentos geralmente atinge carnes de outros tipos.

Contudo, na China, mesmo com a alta dos preços favorecendo o consumo de aves, a carne suína ainda é a preferida.

Enquanto isso, no Brasil, a carne de frango é a principal e deve representar 51% de todo o consumo de 2022.

A produção global de aves aumentou rapidamente nos últimos 50 anos, e, entre 1961 e 2014, subiu mais de 12 vezes.

O preço da carne de frango também favoreceu a crescente renda global. Para o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin, mais famílias poderão entrar na zona de consumo pelos próximos anos.

Santin explica que, além da acessibilidade do preço, o consumo de aves não sofre restrições religiosas ao redor do mundo, ao contrário do que acontece com bovinos e suínos.

*Com informações do jornal Folha de S. Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos