França vai discutir taxa de câmbio com líderes chineses

O ministro das Finanças da França, Pierre Moscovici, disse que irá discutir taxas de câmbio com as autoridades chinesas durante viagem na próxima semana, acrescentando que um euro "sobrevalorizado" não é do interesse de seu país.

"Nós não deveríamos ficar passivos e deveríamos ser parte de um diálogo monetário com os grupos dos quais fazemos parte com a China e com o Japão, como o G-8 e o G-20", disse Moscovici, neste domingo. "Um euro sobrevalorizado não é nosso interesse se quisermos ser capazes de voltar a industrializar o país", afirmou.

O ministro não especificou se ele considera que o euro está atualmente sobrevalorizado ou qual seria seu nível preferível para a moeda.

Moscovici ainda reiterou a meta de crescimento econômico para o ano em 0,8% e a meta para o déficit orçamentário equivalente a 3% do Produto Interno Bruto (PIB). As informações são da Dow Jones.

Carregando...