Mercado abrirá em 3 h 45 min

França fecha fronteiras a partir de terça

Valor

“A movimentação será severamente limitada por 15 dias”, disse o presidente francês, que prometeu punição para quem desobedecer às novas regras O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta segunda-feira (16) que o país intensificará as medidas para restringir a movimentação da população, num novo esforço para conter a disseminação do novo coronavírus.

Em pronunciamento feito em rede nacional de televisão, Macron afirmou que as fronteiras da França serão fechadas a partir da terça (17), em coordenação com a União Europeia (UE), que mais cedo propôs restringir as viagens dentro do bloco por 30 dias.

“Estamos em uma guerra da saúde”, definiu Macron. “A movimentação será severamente limitada por 15 dias”, disse o presidente francês, que prometeu punição para quem desobedecer às novas regras.

Contas de luz, água e gás suspensas

Macron também anunciou novas medidas econômicas para amenizar o impacto econômico da pandemia. As cobranças das contas de luz, água e gás serão suspensas temporariamente. Além disso, o governo garantirá empréstimos das empresas, num total de 300 bilhões de euros.

Para concentrar todos os esforços do país no combate ao vírus, Macron determinou que a tramitação das reformas propostas pelo governo, entre elas a da Previdência, seja suspensa. O segundo turno das eleições municipais, que ocorreria no próximo final de semana, também será adiado devido à pandemia.