Mercado abrirá em 1 h 41 min
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,00
    -0,31 (-0,58%)
     
  • OURO

    1.871,00
    +4,50 (+0,24%)
     
  • BTC-USD

    32.432,47
    -1.069,63 (-3,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    644,49
    -56,12 (-8,01%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.746,16
    +5,77 (+0,09%)
     
  • HANG SENG

    29.927,76
    -34,71 (-0,12%)
     
  • NIKKEI

    28.756,86
    +233,60 (+0,82%)
     
  • NASDAQ

    13.349,00
    +54,75 (+0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4129
    +0,0049 (+0,08%)
     

França alerta que Renault pode desaparecer; Nissan planeja cortar empregos

Por Sudip Kar-Gupta e Naomi Tajitsu
·2 minuto de leitura

A indústria automobilística europeia foi alertada sobre mais perdas de empregos nesta sexta-feira, quando um ministro francês alertou que a Renault poderia desaparecer se não obtivesse ajuda em breve e uma reportagem japonesa disse que a parceira Nissan estava considerando 20 mil demissões, com muitos na Europa.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A Renault e a Nissan estão em uma aliança há duas décadas e devem anunciar uma atualização de estratégia na próxima quarta-feira.

Leia também

O plano foi originalmente anunciado como um reajuste de seu relacionamento, que foi abalado pela prisão em novembro de 2018 no Japão do arquiteto da aliança e chefe de longa data Carlos Ghosn, por acusações de má conduta financeira, que ele nega.

No entanto, a atualização assumiu um significado maior desde que a pandemia de coronavírus atingiu a demanda por veículos e causou uma disrupção na produção.

O ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, que está considerando um empréstimo de 5 bilhões de euros para ajudar a Renault na crise, alertou nesta sexta-feira que o futuro da empresa está em risco.

"Sim, a Renault pode desaparecer", disse ele à rádio Europe 1.

Le Maire disse que a fábrica francesa da Renault em Flins não deve fechar e que a empresa deve manter o máximo de empregos possível na França, mas também disse que a companhia precisa se adaptar e ser competitiva.

A Renault se recusou a comentar as declarações de Le Maire.

O jornal Kyodo, entretanto, disse que a Nissan pode cortar 20 mil empregos de sua força de trabalho global, principalmente na Europa e nos países em desenvolvimento.

Duas pessoas com conhecimento do assunto disseram à Reuters que o número de cortes não havia sido finalizado.

A Nissan se recusou a comentar.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.