Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.591,41
    -172,20 (-0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.435,45
    +140,62 (+0,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,84
    +2,27 (+2,07%)
     
  • OURO

    1.821,40
    -3,40 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    20.316,28
    -557,50 (-2,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    441,05
    -9,01 (-2,00%)
     
  • S&P500

    3.821,55
    -78,56 (-2,01%)
     
  • DOW JONES

    30.946,99
    -491,27 (-1,56%)
     
  • FTSE

    7.323,41
    +65,09 (+0,90%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    11.680,50
    -360,00 (-2,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5416
    -0,0025 (-0,05%)
     

Fotos incríveis mostram detalhes de Júpiter durante a 42ª visita da sonda Juno

Um sobrevoo recente da sonda Juno por Júpiter rendeu várias fotos, que ficaram ainda mais fascinantes após cientistas cidadãos de todo o mundo se debruçarem sobre o material para processá-lo. O 42º sobrevoo aconteceu no dia 23 de maio, e os dados foram capturados pela câmera JunoCam e outros instrumentos por um período de menos de nove horas.

Kevin Gill é especialista em tratamento de imagens e processou as fotos da Juno em um mosaico extenso, que mostra as etapas do sobrevoo de Júpiter. Na sequência, as mudanças de perspectiva da câmera ficam evidentes conforme a nave se aproximava e afastava do planeta, ao longo de sua órbita elíptica.

Confira:

Já Brian Swfit editou as fotos com outra técnica: ele criou um mosaico composto por mais de 40 imagens de Júpiter, que mostram o gigante gasoso com cores e contrastes exagerados, destacando algumas das formações presentes em meio às nuvens.

Caso você tenha se perguntado se alguma das dezenas de luas jovianas apareceu nas fotos, esta imagem processada por Andrea Luck tem a resposta. Ela mostra Júpiter e as luas Io e Europa em um único clique, todos imersos na escuridão do espaço.

Veja:

A sonda leva mais de 40 dias para orbitar Júpiter, e quando chega no ponto mais próximo de sua trajetória em relação ao planeta, a equipe da missão aproveita a oportunidade para tirar o máximo de fotos possível. Depois, eles liberam os arquivos para os interessados baixarem e processarem o material com o software de sua preferência. Os resultados finais podem ser compartilhados no site da missão, para outros usuários acessarem.

Lançada em 2011, a Juno chegou a Júpiter somente em 2016 após viajar quase 3 bilhões de quilômetros. Após mais de uma década de operação, a missão segue conduzindo observações através das nuvens do gigante gasoso e revelando mais sobre alguns de seus mistérios, como seu poderoso sistema de tempestades, seu campo magnético e mais.

A missão primária da Juno foi concluída no ano passado. Desde então, ela vem operando na missão estendida, que permitirá explorar ainda mais o sistema joviano — incluindo algumas de suas luas, como Io, Ganimedes e Europa. A missão deve durar até 2025, ou até a nave parar de funcionar.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos