Mercado abrirá em 1 h 48 min
  • BOVESPA

    110.140,64
    -1.932,91 (-1,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.874,91
    -1.144,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,16
    +0,28 (+0,37%)
     
  • OURO

    1.927,00
    -3,80 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    23.431,34
    -396,91 (-1,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    534,99
    -10,33 (-1,89%)
     
  • S&P500

    4.179,76
    +60,55 (+1,47%)
     
  • DOW JONES

    34.053,94
    -39,02 (-0,11%)
     
  • FTSE

    7.842,78
    +22,62 (+0,29%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    -194,25 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4973
    +0,0076 (+0,14%)
     

Foto do Sol mostra manchas se movendo como "anéis" ao seu redor

Uma nova imagem mostra grandes grupos de manchas solares se movendo pela superfície do Sol conforme nosso astro gira. O registro foi produzido pelo astrofotógrafo amador Şenol Şanlı, que trabalhou com dados capturados pela sonda Solar Dynamics, da NASA.

O astrofotógrafo reuniu em uma só várias imagens individuais capturadas pela sonda entre os dias 2 e 27 de dezembro do ano passado. O resultado é um registro que mostra manchas solares agrupadas em dois "anéis" em movimento de oeste a leste conforme o Sol gira.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

As manchas que vemos na imagem acima pertencem a dois grandes grupos de manchas solares. Em deles é o A3176, localizado a norte do equador solar; o outro é A3153, no hemisfério sul da estrela. Havia outras manchas solares nas fotos tiradas pela sonda da NASA, mas Şanlı as removeu digitalmente para que ficasse bem nítida a mudança de posição dos grupos de manchas ao longo do tempo.

Somente em dezembro do ano passado, foram detectadas mais de 113 manchas na superfície solar. Esta é a maior quantidade observada desde 2014 e sinaliza um aumento importante ocorrido no último ano, com uma média de 73 manchas solares a cada mês. A quantidade total de manchas observadas foi a maior em oito anos, indicando aumento na atividade solar.

O que são manchas solares?

As manchas solares são regiões na fotosfera (a superfície visível do Sol) com campos magnéticos particularmente fortes. Elas se destacam pela cor escura, resultado de suas temperaturas muito mais baixas das que estão nos arredores. O aumento nessa quantidade é resultado do Sol se aproximando à fase mais ativa de seu ciclo de 11 anos.

Os cientistas acompanham atentamente as manchas solares porque elas conseguem causar explosões solares que liberam grandes quantidades de partículas eletricamente carregadas em nossa direção. É provável que a quantidade de manchas solares siga alta em 2023. Depois, o Sol deve começar a se "acalmar" por mais alguns anos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: