Mercado abrirá em 2 h 51 min
  • BOVESPA

    106.419,53
    -2.295,02 (-2,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.206,59
    +372,79 (+0,72%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,37
    -1,28 (-1,51%)
     
  • OURO

    1.787,40
    -6,00 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    59.050,66
    -3.792,01 (-6,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.419,77
    -85,39 (-5,67%)
     
  • S&P500

    4.574,79
    +8,31 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    35.756,88
    +15,73 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.254,05
    -23,57 (-0,32%)
     
  • HANG SENG

    25.628,74
    -409,53 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    29.098,24
    -7,77 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.555,75
    +10,75 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4602
    +0,0061 (+0,09%)
     

Foto assustadora de uma aranha armadeira ganha concurso internacional; veja!

·1 minuto de leitura

Todos os anos, o Museu de História Natural de Londres, na Inglaterra, premia as melhores fotos de vida selvagem tiradas em todo o mundo. Em 2021, em sua 57ª edição, uma das grandes campeãs é a imagem de uma aranha brasileira capturada pelo fotógrafo Gil Wizen.

Batizada de "The Spider Room", "a sala da aranha" na tradução livre, a foto mostra um avistamento raro de uma aranha armadeira que estava escondida embaixo de uma cama. O fotógrafo contou que percebeu que haviam pequenas micro-aranhas espalhadas pelo seu quarto e decidiu investigar.

Ao olhar embaixo da cama, descobriu uma aranha já adulta ao lado de diversos pequenos filhotes. Antes de levar a criatura para fora de casa com todo o cuidado necessário, Wizen pegou a sua câmera e fez a captura da aranha, que tem o tamanho de uma mão humana. Usando uma técnica de perspectiva, o bicho pareceu ainda maior do que é. A foto rendeu o prêmio na categoria "comportamento: invertebrados".

Veja como ficou:

<em>Imagem: Gil Wizen/Wildlife Photographer of the Year</em>
Imagem: Gil Wizen/Wildlife Photographer of the Year

As aranhas armadeiras pertencem ao gênero Phoneutria e recebem esse nome devido à posição usada no ataque, erguendo as duas patas dianteiras. Elas são venenosas, provocando reações neurais e cardíacas, mas o veneno também vem sendo estudado para o uso na medicina, mais especificamente para o tratamento da disfunção erétil. Aliás, aqui no Canaltech já comentamos sobre o veneno da aranha-teia-de-funil estar em estudo para evitar ataques cardíacos e melhorar a saúde do coração.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos