Mercado fechará em 5 h 37 min
  • BOVESPA

    109.203,73
    +715,84 (+0,66%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.546,94
    +28,64 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,07
    -0,21 (-0,19%)
     
  • OURO

    1.853,80
    +11,70 (+0,64%)
     
  • BTC-USD

    30.172,69
    +185,46 (+0,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    677,30
    +2,42 (+0,36%)
     
  • S&P500

    3.937,78
    +36,42 (+0,93%)
     
  • DOW JONES

    31.677,24
    +415,34 (+1,33%)
     
  • FTSE

    7.470,90
    +80,92 (+1,09%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.840,25
    -0,50 (-0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1153
    -0,0375 (-0,73%)
     

Foto de 717 gigapixels criada com IA revela detalhes inéditos de quadro famoso

·2 min de leitura

Uma fotografia de 717 gigapixels foi registrada para ajudar na pesquisa e preservação da pintura "A Ronda Noturna" de Rembrandt. A Operação Night Watch, criada pelo Rijks Museum, usa esse avanço tecnológico para permitir o exame mais profundo de obras sem danificar a peça original.

A obra de 1642 foi registrada em várias fotografias menores para recriar uma imagem única com mais de 717 bilhões de pixels individuais, com espaçamento de 5 micrômetros. Para se ter uma ideia, um pixel mede menos que uma célula sanguínea do corpo.

Esse é o quadro "A Ronda Noturna", retratado na Operação Night Watch (Imagem: Reprodução/Rijk Museum)
Esse é o quadro "A Ronda Noturna", retratado na Operação Night Watch (Imagem: Reprodução/Rijk Museum)

Uma câmera Hasselblad de 100 megapixels capturou todas as imagens menores e a IA foi usada para unificar as fotos em uma única. O desafio era juntar tudo com a necessária suavidade para não interferir na visualização do quadro.

O curioso é que essas imagens revelaram informações fascinantes sobre as técnicas de pintura usadas pelo mestre holandês. O mapeamento feito por uma inteligência artificial revelou que Rembrandt concebeu dezenas de detalhes da tela, como decorações de capacete e outras minúcias não visíveis a olho nu na pintura.

Um dos achados, por exemplo, foi na figura do cachorro, posicionado no canto inferior direito do quadro. O animal teria sido pintado com uma técnica de giz, algo inédito nos trabalhos do artista, e que não havia sido notado com tanto detalhamento.

Além do óleo sobre tela, característica marcante do quadro, o cachorro usa técnicas de giz (Imagem: Reprodução/Rijk Museum)
Além do óleo sobre tela, característica marcante do quadro, o cachorro usa técnicas de giz (Imagem: Reprodução/Rijk Museum)

Usos da resolução de altíssima qualidade

Se você quiser olhar de perto o quadro, prepare-se para reservar um bom espaço no HD do seu computador: a imagem tem 5,6 terabytes. Mas você poderá ver no próprio site do museu Rijks e dar zoom em todos os detalhes para observar de perto toda a técnica de um dos maiores pintores da história.

Fotos como a do quadro "A Ronda Noturna" são consideradas Ultra-high-resolution (Ultra-alta resolução, em português) e abrangem todas as capturas com definições superiores a 400 megapixels.

Esse tipo de técnica foi criado para permitir exames mais detalhados de partes do sistema solar, analisar cenários muito detalhados ou reproduzir quadros de forma fiel.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos