Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.217,88
    -441,18 (-0,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Fotógrafo porto-riquenho registra relâmpago raro conhecido como 'jato gigante com bolas de fogo'; veja vídeo

·1 minuto de leitura

CABO ROJO, PORTO RICO — Um fotógrafo porto-riquenho registrou na segunda-feira imagens dos mais raros e altos relâmpagos do mundo. Trata-se de um raio jato gigante com bolas de fogo que surgiu no céu entre Porto Rico, território norte-americano no Caribe, e as Ilhas Virgens Britânicas.

As fotografias foram feitas por Frankie Lucena. Em suas redes sociais, o fotógrafo para comentar o registro feito com sua câmera Sony A7s:

— Um jato gigante de aparência impressionante perto das Ilhas Virgens na noite passada. Retirado de Cabo Rojo, Porto Rico, voltado para o nordeste, às 22h41 hora local — escreveu no Twitter. — Evento jato gigante sobre Dorado, Porto Rico, em 20 de setembro. Ficava a apenas 100 km da minha localização em Cabo Rojo. Ainda bem que eu estava usando uma lente grande angular — acrescentou Lucena.

Dedicado a acompanhar esse tipo de fenômeno, o cientista Tony Phillips, da Nasa, ficou impressionado com os registros feitos por Lucena.

— Na verdade, esta é uma das melhores fotos de um jato gigante — escreveu Phillips em seu site, o spaceweather.com.

A fotografia foi tirada durante uma forte tempestade. Segundo o pesquisador, o fenômeno "parece adorar tormentas sobre a água" e costuma surpreender os passageiros a bordo de aeronaves comerciais.

— Às vezes chamados de 'o relâmpago mais alto da Terra', porque atingem a ionosfera a mais de 80 quilômetros de altura, as formas gigantescas foram descobertas perto de Taiwan e Porto Rico em 2001-2002. Desde então, apenas algumas dezenas de jatos gigantescos foram fotografados — escreveu Phillips.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos