Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.909,61
    +2.127,46 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.174,06
    -907,27 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,81
    +0,61 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.763,50
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    16.467,25
    +311,12 (+1,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    389,66
    +0,94 (+0,24%)
     
  • S&P500

    3.957,63
    -6,31 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.852,53
    +3,07 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.204,68
    +906,74 (+5,24%)
     
  • NIKKEI

    27.853,07
    -174,77 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    11.511,50
    -13,25 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4600
    +0,0034 (+0,06%)
     

Fortuna de Musk despenca com a compra do Twitter; veja o valor

Elon Musk: bilionário em breve pode perder o cargo de homem mais rico do mundo (Taylor Hill/Getty Images)
Elon Musk: bilionário em breve pode perder o cargo de homem mais rico do mundo (Taylor Hill/Getty Images)
  • Patrimônio de Musk está, em sua maioria, atrelado ao preço das ações da Tesla;

  • Papel está em trajetória de queda desde anúncio da compra da rede social pelo bilionário;

  • Elon agora tem o dever também de equilibrar as contas do Twitter.

O patrimônio de Elon Musk, homem mais rico do mundo, sofreu um grande baque após a compra do Twitter, caindo para menos de US$ 200 bilhões (R$ 1,032 trilhão). De acordo com uma estimativa da Forbes, a fortuna de Musk agora é de US$ 197,4 bilhões (R$ 1,019 trilhão).

A queda não é motivada somente pela quantia que o trilionário investiu na compra da rede social, que foi vendida por US$ 44 bilhões (R$ 227 bilhões). Não se sabe ao certo todos os detalhes do pagamento do montante, mas Musk recebeu cerca de US$ 7 bilhões (R$ 36 bilhões) de outros investidores individuais e recorreu a bancos de Wall Street para empréstimos, que totalizaram US$ 13 bilhões (R$ 67 bilhões).

Acontece que a maior parte de sua fortuna vem de ações da Tesla, da qual é detentor de grande maioria, e estas não param de cair desde que Musk comprou a rede social. O retrocesso é tanto que o papel já desvalorizou todos os ganhos dos últimos 17 meses.

Na verdade, a sangria no valor do papel acontece já há alguns meses, desde a época do anúncio da compra em abril, e foi acompanhada por uma queda geral no setor de tecnologia. O fato de Musk ter vendido US$ 4 bilhões de ações da montadora nas últimas semanas também não foi de nenhuma ajuda à recuperação desse valor.

Se isso não fosse suficiente, Musk agora ainda é responsável por equilibrar as contas do Twitter que segundo analistas está perdendo dinheiro diariamente, e ainda enfrenta um pagamento de juros anuais de quase US$ 1,2 bilhão pela compra.

Ainda assim, a queda na fortuna de Musk não foi suficiente para destroná-lo da posição de pessoa mais rica do mundo. O segundo lugar é atualmente ocupado pelo francês Bernard Arnault, com um patrimônio de US$ 159,8 bilhões (R$ 824 bilões). Arnault é presidente e diretor executivo da LMVH, conglomerado dono de marcas de luxo em diversos segmentos, como Givenchy, Marc Jacobs, Bulgari, Sephora, Louis Vuitton e Moët & Chandon.