Mercado fechará em 1 h 19 min
  • BOVESPA

    106.243,91
    -119,20 (-0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.570,19
    -144,41 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,34
    -0,32 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.802,80
    +4,00 (+0,22%)
     
  • BTC-USD

    61.035,59
    +2.026,91 (+3,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.479,74
    +60,36 (+4,25%)
     
  • S&P500

    4.587,51
    +35,83 (+0,79%)
     
  • DOW JONES

    35.670,56
    +179,87 (+0,51%)
     
  • FTSE

    7.249,47
    -3,80 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.725,25
    +138,00 (+0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5380
    +0,1133 (+1,76%)
     

Fortnite no iPhone? Você pode esquecer por um bom tempo

·2 minuto de leitura
O CEO da Epic Games, Tim Sweeney, disse que a Apple informou à empresa que Fortnite será bloqueado "até o esgotamento de todos os recursos judiciais". (REUTERS/Dado Ruvic/Illustration)
  • ‘Guerra’ entre Epic Games e Apple tem novo capítulo, após decisão judicial

  • Fortnite, um dos games mais populares do mundo, está fora do ecossistema da Apple

  • CEO da Epic foi ao Twitter e mostrou troca de e-mails com diretores da gigante

Depois de mais de um ano de disputas judiciais entre a Apple e a Epic Games, parecia que as coisas favoreciam a última quando um juiz federal emitiu uma injunção permanente permitindo que desenvolvedores iOS direcionassem usuários a portais de pagamento de terceiros. O CEO da Epic Games, Tim Sweeney, disse que a Apple informou à empresa que Fortnite será bloqueado "até o esgotamento de todos os recursos judiciais".

Leia também:

“A Apple mentiu”, escreveu Sweeney no Twitter. “A Apple passou um ano dizendo ao mundo, ao tribunal e à imprensa que 'acolheria bem o retorno da Epic à App Store se concordassem em seguir as mesmas regras que todos os outros'. A Epic concordou, e agora a Apple renegou em outro abuso de seu poder de monopólio sobre um bilhão de usuários.”

Sweeney então incluiu prints de um e-mail que enviou a Phil Schiller, que dirige a App Store e os eventos da Apple. O e-mail é datado de 16 de setembro de 2021 e, nele, Sweeney observa que a Apple desativou os pagamentos no servidor e ainda pagou US$ 6 milhões (R$ 33 milhões) para a gigante de tecnologia, conforme determinado pelo tribunal. Ele também observa que a Epic pediu à Apple para reativar sua conta de desenvolvimento Fortnite - que a Apple encerrou no ano passado - e garantiu a Schiller que a empresa seguiria as diretrizes da companhia.

“A Epic reenviará Fortnite para a App Store se você aderir à linguagem simples do mandado e permitir que os aplicativos incluam botões e links externos que direcionam os clientes a outros mecanismos de compra sem termos onerosos ou impedimentos para uma boa experiência do usuário”, escreveu Sweeney no e-mail, referindo-se à liminar expedida no início deste mês.

Epic Games quer game de volta à Apple Store

Sweeney então postou outra imagem de uma carta da equipe jurídica da Apple. Nele, a gigante de tecnologia observa que a conta do desenvolvedor da Epic foi encerrada "por justa causa" devido a uma "violação intencional de contrato". Ele cita declarações públicas anteriores de Sweeney dizendo que a Epic não negociaria pagamentos alternativos para colocar o Fortnite de volta na App Store.

Esta também não é a primeira vez que a Epic tenta fazer com que o Fortnite seja reintegrado. No ano passado, ele pediu ao tribunal para colocar o Fortnite de volta na App Store enquanto suas batalhas legais com a Apple estavam em andamento. Isso não acabou bem para a Epic, já que o tribunal considerou a decisão da Apple de anular a conta "válida, legal e executável".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos