Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.465,39
    -2.461,54 (-6,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Forte recuperação da China sinaliza pausa com custos em alta

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O forte ritmo de recuperação econômica da China desacelerou ligeiramente em maio com a pressão dos preços das matérias-primas sobre os lucros. Empresas estão mais cautelosas, enquanto as vendas de imóveis e carros mostram desempenho abaixo do esperado.

Esse é o quadro refletido pelo índice agregado que combina oito indicadores iniciais rastreados pela Bloomberg, que mostrou queda em relação a abril, mas permaneceu em território expansionista, sustentado pela sólida demanda de exportação.

A confiança entre pequenas e médias empresas, ou PMEs, diminuiu em maio em relação à máxima desde o surto de Covid-19 no mês anterior, segundo pesquisa com mais de 500 companhias realizada pelo Standard Chartered. O índice que mede o desempenho atual enfraqueceu no mês, enquanto a queda no subíndice de ‘expectativas’ aponta para preocupações sobre a demanda futura e margens de lucro.

“A alta dos preços das matérias-primas parece ter se tornado o principal desafio para as PMEs”, de acordo com economistas do Standard Chartered, Lan Shen e Ding Shuang. “As PMEs com foco doméstico parecem mais vulneráveis ao aumento dos custos de insumos, enquanto as margens de lucro das PMEs voltadas para a exportação permaneceram intactas, com novos pedidos fortes e preços elevados de produção.”

A força da demanda externa pode ser vista nas exportações da Coreia do Sul nos primeiros 20 dias do mês, que subiram no ritmo mais rápido em uma década.

O rali global das commodities ajudou a impulsionar a inflação aos produtores na China para nível recorde em maio, segundo o rastreador de preços da Bloomberg Economics. As cotações do cobre e do minério de ferro atingiram recordes este mês, embora o rali tenha estagnado nas últimas duas semanas com os esforços da China para controlar os custos em meio a temores de inflação.

O mercado acionário chinês mostra ganhos em maio, e o índice de referência de 300 empresas da China continental atingiu o nível mais alto desde março.

As vendas de imóveis caíram no mês, um sinal de que as medidas de reguladores para controlar os riscos imobiliários podem estar surtindo efeito, depois que a política de afrouxamento monetário no ano passado ajudou a retomada do mercado residencial. O indicador de vendas de carros teve forte baixa no período.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos