Mercado abrirá em 7 h 38 min
  • BOVESPA

    122.964,01
    +1.054,98 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.655,29
    -211,86 (-0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,42
    +0,14 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.830,10
    -6,00 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    57.428,95
    +2.265,26 (+4,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.555,63
    +1.312,95 (+541,02%)
     
  • S&P500

    4.152,10
    -36,33 (-0,87%)
     
  • DOW JONES

    34.269,16
    -473,66 (-1,36%)
     
  • FTSE

    6.947,99
    -175,69 (-2,47%)
     
  • HANG SENG

    28.037,83
    +24,02 (+0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.044,68
    -563,91 (-1,97%)
     
  • NASDAQ

    13.260,50
    -85,50 (-0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3322
    -0,0132 (-0,21%)
     

Forte apelo da linha Galaxy A puxa crescimento de fornecedoras da Samsung

Felipe Junqueira
·2 minuto de leitura

A Samsung tem muitos motivos para comemorar os resultados de sua divisão de smartphones em 2021 até o momento. E o sucesso da linha Galaxy A traz otimismo às fornecedoras da gigante sul-coreana, que deve puxar crescimento a muitas de suas parceiras.

De acordo com as empresas de análise de mercado, o primeiro trimestre de 2021 foi o melhor período nos últimos três anos para as fabricantes de smartphones. Canalys, ICD e Counterpoint Research mostraram resultados otimistas principalmente para a Samsung, que retornou ao topo da lista com uma fatia de mercado próxima dos 22%, e mais de 76 milhões de unidades vendidas de seus Galaxy S21, Galaxy A e outros modelos.

O sucesso dos modelos intermediários, principalmente dos Galaxy A52 e A72, que foram pela primeira vez estrelas de um evento Galaxy Unpacked em março deste ano, deixou as fornecedoras da Samsung otimistas. Principalmente porque os modelos trazem especificações premium, como suporte ao 5G, câmeras de alta resolução e certificação IP67, que confere proteção contra poeira e garante que o dispositivo possa ser mergulhado em até 1 m de água doce por 30 minutos.

Crescimento nos setores de tela e câmera

Especificações interessantes e câmera de alta resolução são atrativos da nova série Galaxy A (Imagem: Ivo/Canaltech)
Especificações interessantes e câmera de alta resolução são atrativos da nova série Galaxy A (Imagem: Ivo/Canaltech)

Os bons resultados puxaram alta nas receitas de várias divisões da própria Samsung e de outros fornecedores terceirizados. A Samsung Display, por exemplo, viu um crescimento de 5% nas vendas durante o primeiro trimestre, principalmente por conta de um aumento no uso de telas OLED também por empresas chinesas.

Já a Samsung Electro-Mechanics teve queda de 6% quando comparado ao mesmo período de 2020, mas cresceu 49% em relação ao último trimestre do ano passado.

“À medida que os módulos de câmera para celulares de baixo custo se multiplicam, a necessidade de adotar tecnologias de ponta existentes, como a função de zoom de alta resolução, também aumenta”, destacou a Samsung Electro-Mechanics na reunião em que revelou os lucros dos três primeiros meses de 2021.

Para além das tecnologias oferecidas pelos modelos da linha Galaxy A, a Samsung também promete até três atualizações de versão do Android para boa parte dos modelos da linha, e voltou a conquistar espaço nas faixas de preço mais baixas. A sul-coreana levou alguns anos, mas começa a dar uma resposta ao crescimento das concorrentes chinesas.

Curiosamente, quando se pensa em celulares 5G, a dona da marca Galaxy fica atrás não apenas da Apple como também de OPPO e Vivo, que ultrapassaram a Samsung, relegada à quarta posição, apesar de crescimento de 105% na categoria, segundo a Strategy Analytics.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: