Mercado abrirá em 9 h 43 min
  • BOVESPA

    116.464,06
    -915,94 (-0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.053,56
    -72,94 (-0,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,72
    +0,11 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.844,90
    -6,00 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    32.192,47
    -170,76 (-0,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    648,49
    +1,17 (+0,18%)
     
  • S&P500

    3.849,62
    -5,74 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    30.937,04
    -22,96 (-0,07%)
     
  • FTSE

    6.654,01
    +15,16 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    29.384,78
    -6,48 (-0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.624,03
    +77,83 (+0,27%)
     
  • NASDAQ

    13.547,25
    +61,75 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5114
    +0,0006 (+0,01%)
     

Fortaleza ainda não embalou com Marcelo Chamusca

LANCE!
·1 minuto de leitura


Após a saída de Rogério Ceni, a diretoria do Fortaleza entrou no mercado para buscar um novo técnico e escolheu Marcelo Chamusca, que fazia um bom trabalho no comando do Cuiabá, na Série B.

Diante da tentativa ousada, Marcelo Paz e Cia esperavam que o time reagisse de maneira rápida e permanecesse firme na metade de cima da classificação.

Depois de seis jogos a história é bem diferente. Com exceção do Bahia, quando Marcos Marcone dirigiu a equipe, Chamusca ficou à beira do campo em cinco oportunidades e venceu apenas uma.

O que pesa na conta do recém-contratado é a cota de empates. Diante de Vasco da Gama, Goiás e Corinthians, o Leão não conseguiu vencer e apenas empatou. O único revés foi contra o São Paulo, postulante ao título.

Com 30 pontos conquistados, o Fortaleza aparece na 9ª colocação e só volta a campo no dia 12 de dezembro, quando encara o Bragantino, fora de casa.