Mercado fechado

Fornecedores da Apple estão cada vez mais abrindo fábricas na Califórnia

Apple fez diversas adaptações com novas tecnologias e videoconferência para controlar a produção durante a pandemia (Photo credit should read PETER PARKS/AFP/GettyImages)
Apple fez diversas adaptações com novas tecnologias e videoconferência para controlar a produção durante a pandemia (Photo credit should read PETER PARKS/AFP/GettyImages)
  • Fornecedores da Apple estariam optando pela região de Cupertino;

  • Número de fornecedores com fábrica na Califórnia triplicou em 2021, chegando a 30 unidades;

  • Motivo para essa preferência teria sido principalmente a pandemia.

Um levantamento realizado pelo The Wall Street Journal comprova que os fornecedores da Apple estão preferindo cada vez mais abrir locais de produção próximos a Cupertino, na Califórnia.

De acordo com a publicação, o número de fornecedores com fábrica na Califórnia triplicou em 2021, chegando a 30 unidades. Em 2020, esse número era de 10. O motivo para essa preferência teria sido principalmente a pandemia.

Segundo o portal Avalanche Notícias, embora a Apple tenha feito diversas adaptações com novas tecnologias e videoconferência para controlar a produção, os fornecedores enfatizaram que, em alguns casos seria extremamente útil ter representantes de clientes próximos à própria produção, principalmente ao testar materiais e componentes de novos produtos.

Mudanças na cadeia de produção

Em agosto, foi anunciado que a Apple estava mudando a produção dos MacBooks e dos Apple Watches da China para o Vietnã. A decisão faz parte de um plano maior estratégico da empresa americana de diversificar os países que fabricam seus dispositivos.

No início do mês, analistas afirmaram que a gigante de tecnologia pretende também fechar algumas de suas fábricas de Taiwan, devido a receios de que a escalada do conflito no país possa atrasar a produção dos iPhones 14. Já a saída da China pode ser atribuída às constantes quarentenas que o país ainda sofre, que podem levar a paralisações na fabricação.

Em setembro, analistas do JP Morgan afirmaram que a Apple transforma 5% da produção global do iPhone 14 para a Índia até o final de 2022 e expandirá sua capacidade de fabricação no país para produzir 25% de todos os iPhones até 2025.

Já o Vietnã, diz o documento, irá contribuir com 20% de todas as produções do iPad e Apple Watch, 5% do MacBook e 65% dos AirPods até 2025, disse o relatório obtido pelo portal TechCrunch.